Publicidade

terça-feira, 17 de junho de 2014 Notícias | 07:00

“O Pai da noiva” ganhará nova sequência e, dessa vez, com casamento gay

Compartilhe: Twitter
Foto: divulgação

Foto: divulgação

Uma das comédias mais bem sucedidas dos anos 90 terá um novo ato. Disney e Warner negociam os direitos do terceiro filme da franquia que será novamente estrelado por Steve Martin. O primeiro, de 1991, foi um inesperado sucesso de público e crítica ao mostrar um pai de família de classe média americana precisando se acostumar com a ideia de que sua filha iria se casar e que outro homem seria o homem de sua vida. A sequência, de 1995, brincava com a ideia de que sua filha, naquele momento, seria mãe e que sua autonomia precisaria ser respeitada.

Agora, em pleno 2014, o roteirista e diretor Charles Shyer (“Alfie – o sedutor”), que dirigiu os dois primeiros filmes, teve a ideia de retomar a franquia com nova perspectiva. Seria  a vez do filho mais novo, Matty, que nos dois primeiros filmes foi interpretado por Kieran Culkin ( o irmão mais novo e talentoso de Macaulay),  de se casar. Só que o casamento em questão é um casamento homossexual. George (Steve Martin) pira com a ideia e suas tendências conservadoras geram um grande conflito familiar. A ideia dos produtores é reunir todo o elenco original. O que inclui, além de Martin e Culkin, Diane Keaton e Kimberly Williams-Paisley.

Tanto Steve Martin quanto Diane Keaton precisam fazer as pazes com o sucesso. Coincidências à parte, seus últimos hits de público foram  filmes dirigidos por Nancy Meyers, antiga parceira de Shyer e roteirista dos dois primeiros “O pai da noiva”. “Simplesmente complicado” (2009), no caso de Martin, e “Alguém tem que ceder” (2004), no caso de Keaton.

Está mais do que na hora de reunir toda família.

Autor: Tags: , ,

5 comentários | Comentar

  1. 55 Amanda Aouad 17/06/2014 23:38

    Não deixa de ser curioso, só espero que tenham um belo roteiro para trabalhar essa ideia e não seja apenas um caça níquel para aproveitar o “momento”.

    bjs

    Responder
  2. 54 marta 17/06/2014 19:24

    Na verdade o primeiro filme foi muito bom, mas esse aí com essas novidades acho que não vai ter muito público não…

    Responder
  3. 53 Eli meire 17/06/2014 9:38

    Nossa é incrível como eles estão fazendo de tudo, para por esta opção dentro d nossas casas da forma mais normal possível, saber que existe todos nós sabemos mais eu particularmente acho horrível dos homens se acariciando ao público idem para as mulheres , já e desnecessários um casal de hétero se agarrando ,imagine ao contrário, isto já virou desrespeito.Cada um no seu quadrado daqui a pouco mão haverá mais filme de hétero somente gays se apaixonando e vivendo felizes para sempre no seu mundinho rosa.Lutar pelos direitos e serem respeitados é o direito de todo cidadão, mais empurrar em nossas vidas de qualquer forma achi desnecessário

    Responder
    • andre nemeth 17/06/2014 21:35

      Querida, seu comentário também foi desnecessário. Vá ler sobre o assunto e entenda que não é opção, já que ninguém opta por ser massacrado e discriminado. Todos somos feitos a imagem e semelhança de Deus, com defeitos e qualidades que justificam nossa estada na Terra. Para de julgar os outros e se preocupe em espalhar o bem e seguir a ideologia que você pensa seguir, mas que está sempre a transgredir.

      Responder
  4. 52 Maria Regina Rodrigues Cavaleiro 17/06/2014 9:11

    Agora virou moda filmes, novelas com gays e lésbicas.
    Creio que deveriam respeitar mais quem não é adepta a gays.

    Responder
  5. 51 Kamila Azevedo 17/06/2014 8:31

    Adorava a franquia “O Pai da Noiva”. E acho a ideia desse novo filme muito boa e atual. Mal posso esperar para ver, de novo, Martin Short e Steve Martin reunidos! rsrsrs

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios