Publicidade

quinta-feira, 18 de setembro de 2014 Análises | 20:49

Brasil acerta ao apontar “Hoje eu quero voltar sozinho” para tentar o Oscar

Compartilhe: Twitter
Foto: divulgação

Foto: divulgação

A escolha de “Hoje eu quero voltar sozinho” para representar o Brasil na disputa por uma indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro não foi uma unanimidade. É bom que não tenha sido. Primeiro porque as unanimidades, além de perigosas, tendem a ensejar um senso de desapontamento muito doído, justamente por sua imprevisibilidade. Segundo porque, como atentado aqui, a seleção que o júri responsável pela escolha do representante brasileiro dispunha era muito boa. Com um nível tão sofisticado, arranhar a unanimidade era algo intangível.

“Hoje eu quero voltar sozinho” é um filme de sensibilidade notória e aborda o surgimento do amor, a partir da desastrada descoberta do desejo de um garoto cego por seu melhor amigo.

Trata-se de um filme convidativo no olhar que dispensa à homossexualidade, mas também inteligente na abordagem que propõe da descoberta da própria identidade, não apenas de cunho sexual.

Isso posto, “Hoje eu quero voltar sozinho” se configura como uma escolha acertada não por ser o melhor entre os 18 filmes inscritos, mas por ser aquele mais arejado e robusto na combinação de pulso autoral e força comercial.

Benquisto pela crítica e premiado em um prestigiado festival de cinema (Berlim), “Hoje eu quero voltar sozinho” pode se beneficiar, ainda, da recente corrente progressista que a categoria tem tomado. Filmes como “A caça” e “Alabama Monroe”, candidatos em 2014, não seriam lembrados se fossem produções americanas.  Outro fator que pode pesar a favor do candidato brasileiro é o fato de não ter surgido um grande filme, uma unanimidade, nos festivais internacionais. Em outros anos, filme como “Amor” (2012), “A grande beleza” (2013), “Biutiful” (2010) e “A separação” (2011) já eram dados como certeza no Oscar. Não há nenhuma unanimidade neste ano e, novamente, a ausência desta pode ser o propulsor de “Hoje eu quero voltar sozinho” em sua jornada pelo Oscar.

Autor: Tags: ,

13 comentários | Comentar

  1. 63 neri lima 19/09/2014 9:24

    CHUPA MALAFADA!!!

    Responder
  2. 62 Brasil Lixo 19/09/2014 9:15

    só brasileiro mesmo pra achar q esse lixo de filme vale alguma coisa, mas é bom que tenham indicado, assim quando ele perder todos vão confirmar que é uma bosta.

    Responder
  3. 61 vera 19/09/2014 9:05

    Assisti o filme,concordo que foi uma excelente escolha.

    Responder
  4. 60 Lia 19/09/2014 9:04

    Excelente escolha, o filme é muito bom, e não tem nada de apelo homossexual, a historia é tão natural que poderia ser hetero tranquilamente, que seria belo do mesmo jeito. Quem critica, certamente não viu, e quem não viu não pode opinar.

    Responder
  5. 59 SERGIO 19/09/2014 8:35

    É daqui a poco o governo vai inventar o bolsa gay para incentivar os garotos virarem homossexuais, é Brasilllll, que merda.

    Responder
  6. 58 Carlos 19/09/2014 7:51

    Não assisti! Mas o tema parece que virou um gênero no cinema, teatro, televisão. Hoje até mesmo ” O Segredo da montanha ” seria apenas mais um filme deste gênero. Nada contra!

    Responder
  7. 57 Edmundo de Almeida Rego Neto 19/09/2014 0:46

    É um excelente filme e ótima escolha , com temática universal. O difícil é conseguir assistir filmes deste nível no Brasil, visto que só os exibidores do tipo cine-arte , como o Estação Botafogo e pouquíssimos outros. O Odeon fechou , no Rio de Janeiro, bem como o Leblon.Ambos estão em complicado processo de como será o futuro. Achei interessante o uso do celular para ajudar um estudante desprovido de visão a enfrentar a vida e fazer as tarefas do dia-a-dia.Agora JÁ há o relógio inteligente que também será muito útil para estes irmãos que perderam a visão. É o primeiro filme, que eu tenha conhecimento, no Brasil, que trata da temática homosexual de estudantes adolescentes do sexo masculino. Vamos ver como a Academia de Hollywood irá julgar este filme. Vamos torcer pelo Brasil e não desistir do país apesar de todas as adversidades.

    Responder
  8. 56 Cachorrão 19/09/2014 0:07

    O cara que escreveu este artigo deve ser um boiola também só pode!!!! Muitos filmes bons! Agora vem com este de filme de minoria…o santa ignorancia!!!!!!

    Responder
  9. 55 Henrique 18/09/2014 22:42

    Foi boa escolha mesmo, considerando que tudo no mundo agora gira em torno do homossexualismo. Mesmo se o filme for uma bosta corre o risco de ganhar porque o tema gay tá na moda.

    Responder
    • Luiz 19/09/2014 9:07

      Verdade.

      Responder
    • Ps 19/09/2014 8:24

      Exatamente o que pensei

      Responder
    • fernando 19/09/2014 1:27

      Sinceramente com tantos temas e decepcionante ter que disputar um oscar com este enredo…

      Responder
  10. 54 wesley das waffen 18/09/2014 22:27

    Tomara que perca! O filme é para boiolas.

    Responder
    • John 20/11/2014 8:02

      Pena de você

      Responder
    • Luciano Donate Carvalho 19/09/2014 9:02

      Seu comentário é de uma mediocridade despudorada. Dá pena de você.

      Responder
  11. 53 Protássio 18/09/2014 22:01

    Lixo!

    Responder
  12. 52 Kamila Azevedo 18/09/2014 21:29

    Concordo que a escolha foi muito acertada. Além do filme ter tido uma trajetória interessante nos festivais de cinema estrangeiros, especialmente em Berlim; temos um filme de apelo universal, com uma história que poderia ocorrer em qualquer lugar e que causa uma empatia comum. Uma pena que eu tenha perdido as oportunidades de assistir ao longa quando ele passou em Natal.

    Responder
  13. 51 Luciano JAtobá 18/09/2014 21:11

    Perda de tempo! O Brasil pode mandar o melhor filme de todos os tempos, mas mesmo assim não ganhará o Oscar. São cartas marcadas!

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios