Publicidade

quarta-feira, 24 de setembro de 2014 Curiosidades, Diretores | 19:56

65 tons de Almodóvar

Compartilhe: Twitter
O cineasta no set de " A pele que habito" ( Foto: divulgação)

O cineasta no set de ” A pele que habito”
( Foto: divulgação)

Ele é hoje o principal cartão postal do cinema espanhol. Mas não somente. O espanhol Pedro Almodóvar Caballero é referência de uma arte que se pretende pensativa, problematizante, incorpórea e expansiva.

Multipremiado e admirado em todo mundo, na Espanha é mais popular do que cult, o espanhol completa 65 anos nesta quarta-feira, 24 de setembro e, naturalmente, o Cineclube não poderia deixar essa ocasião passar em branco.

Vencedor do Oscar pelo brilhante roteiro de “Fale com ela” (2002), Almodóvar é figurinha carimbada nos festivais mais prestigiados do cinema europeu, como Cannes – onde costuma debutar seus filmes, e premiações célebres como o Globo de Ouro e o Bafta.

Cineasta de extrema sensibilidade, Almodóvar foi por muito tempo rotulado de ser um “cineasta do feminino” ou “o maior expoente do cinema gay”. Se não são inverdades, são rótulos pobres em dimensionar a relevância e a abrangência do cinema do espanhol, muito mais eloquente, complexo e abrasador do que definições superficiais como essas podem atestar.

Mais recentemente, Almodóvar tem se permitido experimentar, algo que todo cineasta consagrado deve fazer. Retirar-se de sua zona de conforto. Os resultados têm sido contraditórios, mas se o extraordinário “A pele que habito” (2011) não encontra respaldo no equivocado “Os amantes passageiros”, Almodóvar sai revigorado de ambas as experiências por se mostrar surpreendente ao desafiar o próprio mito.

Sem nenhum projeto em vista, Almodóvar goza merecidas férias. Quem não as merece, de forma alguma, somos nós. Tocados por seu cinema humanizante, colorido, acolhedor, polêmico, latino e frequentemente arrebatador, nos ressentimos de sua ausência, ainda que temporária, de nossas delírios cinéfilos.

Autor: Tags:

2 comentários | Comentar

  1. 52 Amanda Aouad 24/09/2014 22:53

    Um grande diretor de fato. Gosto da maioria de seus filmes.

    Responder
  2. 51 Kamila Azevedo 24/09/2014 21:31

    Feliz aniversário pro Almodóvar. Um grande diretor e roteirista!! Espero que, na sua próxima incursão no cinema, ele seja mais bem-sucedido do que foi em “Os Amantes Passageiros”.

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios