Publicidade

quarta-feira, 8 de abril de 2015 Análises | 16:39

O mal (ainda) invisível que a Marvel fez ao cinema

Compartilhe: Twitter

Pode parecer um sacrilégio, mas o rastro de sucesso que a Marvel deixa no cinema já amplia a crise criativa vivida pelo mainstream hollywoodiano. Há 20 anos ninguém imaginava que adaptação de HQs daria dinheiro. O primeiro “Blade” (1998) e, fundamentalmente, “X-men – o filme” (2000) mudaram essa perspectiva. A Marvel, que teve de negociar os direitos de seus personagens para o cinema para evitar a falência ainda na década de 90, olhou para seu plantel de heróis e decidiu arriscar-se no cinema.  Apostou em Robert Downey Jr. quando ninguém o fez e no pouco experimentado Jon Favreau para o primeiro “Homem de ferro” (2008) e o resto é história.

Robert Downey Jr.  em "Homem de ferro"

Robert Downey Jr. em “Homem de ferro”

Ocorre que sete anos depois de “Homem de ferro” dar o pontapé inicial na bem sucedida trajetória da Marvel no cinema, hoje a empresa faz parte do conglomerado Disney, todos os estúdios tentam, muitos entre trancos e barrancos, pôr em prática a principal assinatura da grife Marvel. Um universo para chamar de seu. Parte do marketing certeiro do estúdio ao longo dos anos foi costurar de filme em filme o seu universo que estaria, finalmente, todo desenhado com o lançamento de “Os vingadores”. Encerrada a chamada fase 1, o estúdio/editora pôs-se a expandir esse universo. Sejam com as séries de TV, “O demolidor” será lançado nesta sexta-feira (10) mundialmente via Netflix, seja no cinema, com o arrasador “Guardiões da galáxia” (2014), a Marvel não dá ponto sem nó e deixa a concorrência babando.

Leia também: Marvel anuncia os filmes que compõem sua fase 3 no cinema

Leia também: Homem-Aranha na Marvel sela acordo inédito em Hollywood. Mas e agora? 

A terceira fase da Marvel já está toda alinhada e devidamente divulgada. Não restam dúvidas de que transpor seu universo para o cinema foi a decisão correta a ser tomada. Mas o que funciona para a Marvel funciona para todo mundo? A pergunta, aparentemente banal, esconde um raciocínio capcioso.  Todos os estúdios tentam replicar a experiência bem sucedida da Marvel com o objetivo de fidelizar audiência e, dessa forma, potencializar os lucros de franquias que isoladamente correm risco maior de desgaste.

A Warner, por exemplo, tenta unificar todo o universo DC no cinema e já divulgou um calendário de estreias até 2019 para demover a desconfiança comum às produções do estúdio. Afora a trilogia do homem-morcego assinada por Christopher Nolan, todas as produções de heróis da DC, tenham sido elas boas ou não, foram alvo de muito receio por parte de público e crítica. A Disney tenta replicar em Star Wars, franquia que também faz parte do patrimônio da casa do Mickey, a experiência Marvel e já sinalizou a expansão do universo da saga criada por George Lucas. Até os Transformers entraram na brincadeira. A Paramount anunciou há poucos dias que formou uma força-tarefa para pensar em estratégias para erigir um “universo Transformers” no cinema. A Sony, antes do acordo para o Homem-Aranha integrar o universo Marvel quebrava a cabeça dos principais produtores associados à franquia para criar um universo do Aranha no cinema.

Leia também: “Guardiões da galáxia” é o 7 x 1 da Marvel no cinemão americano

É compreensível a corrida dos estúdios para rentabilizar ainda mais aquele que vem sendo o carro-chefe de Hollywood já há algum tempo: as adaptações de HQs. É, também, um movimento para contornar um desgaste que já pode ser sentido. As bilheterias de todos os filmes baseados em quadrinhos fora do universo Marvel encolheram. Os últimos filmes de Superman, Homem-Aranha e Sin city atestam esta decadência.

Cena de "Os vingadores: a era de Ultron", candidato fortíssimo a maior bilheteria do ano (Fotos: divulgação)

Cena de “Os vingadores: a era de Ultron”, candidato fortíssimo a maior bilheteria do ano
(Fotos: divulgação)

O perigo de seguir o modelo da Marvel reside no fato de se engessar ainda mais as engrenagens hollywoodianas ao concentrar energia e dinheiro em um conceito rarefeito. Explica-se: a Marvel já detinha um universo coeso e interligado e confiou a pessoas totalmente vinculadas a ele a missão de transpô-lo para o cinema. E o plano sempre foi esse. Desde o início da jornada. Os demais estúdios estão apenas tentando tapar o sol com a peneira. A grande ironia disso tudo é que a Marvel, como último case de sucesso entre os grandes estúdios de cinema e com toda a sua comprovada originalidade, pode deflagrar a mais longa, duradoura e monótona crise criativa do cinema mainstream americano. Quem viver verá!

Autor: Tags: , , , ,

37 comentários | Comentar

  1. 87 Thiago Lopes Aranha 09/04/2015 9:30

    Resposta, sobre grande parte das respostas:

    Brasileiro é ignorante…não sabe interpretar, preferem entender como querem, sem ao menos chegar ao fim de um texto, ou melhor, será que sabem o significado dessa palavra, “interpretar”?

    Pelo que li de algumas pessoas, anresposta é, triste! Ignorância é frustrante.

    Responder
  2. 86 Arth 09/04/2015 5:53

    Dormi lendo isso

    Responder
  3. 85 marco 09/04/2015 1:45

    Não concordo com o Reinaldo, acho que os filmes são um incentivo a mais para a admiração do publico para com os personagens.

    Responder
  4. 84 João 09/04/2015 0:18

    Nossa! Que texto raso!

    Responder
  5. 83 Agnaldo 09/04/2015 0:06

    Realmente a quantidade de agoureiros sempre surpreende.

    Entretenimento sempre foi o foco da indústria cinematográfica de Hollywood, e DC, Marvel, Disney e outros, fazem isso com maestria.

    Se é Blockbuster, enlatado ou seja lá o rótulo que quiserem dar, o fato é que eles fazem e fazem bem feito.

    Batman, por exemplo, basta lançar pra ganhar dinheiro.

    Filmes de Segunda Guerra, não precisam ser reais, bons, basta ter um mega-astro que a bilheteria está garantida.

    Lá se vão mais de uma década de guerra no Afeganistão e mais um ótimo assunto para Hollywood. O Homem de Ferro foi até lá, lembram?

    Sou da seguinte opinião: Quer ser apocalíptico, dê nome e data pra desgraça, pois ficar agourando é coisa de gente que não tem o que escrever.

    Vida eterna pra Stan Lee.

    Responder
  6. 82 Nicoly 08/04/2015 23:38

    Primeiramente, o título não conduz com o texto mesmo que entre linhas. E sim, é compreensível que a crítica foi positiva em relação à Marvel, porém a mesma “faz mal” à grandes marcas que tentam fazer o mesmo e não ao cinema inteiro. Isso seria absurdamente absurdo. E bom, se a Marvel faz um bom trabalho em relação ao mundo cinematográfico e os outros que tanto tentaram não conseguiram, o que se pode fazer? Apenas esperar ansiosamente para a estreia de AOU! 😉

    Responder
  7. 81 Romero 08/04/2015 23:30

    Só complementando a postagem anterior: acho que o jornalista não saca muito do universo HQ, ou não dá a devida importância para esse tipo de arte. Se desse importância, saberia que não se corre o risco de falta de originalidade.
    De um modo geral, temos HQs históricas, com ótimo argumento e roteiro, que tendem a se tornar excelentes filmes.
    Mas acho que o cara não saca muito isso não. Falou até que as histórias do Homem Aranha não fazem parte do universo Marvel… Poooooommmmmmmm

    Responder
  8. 80 Romero 08/04/2015 23:27

    Crise criativa no cinema com os filmes da Marvel? Balela.
    Há toda uma produção em HQs para dar suporte à telona.
    Enquanto forem criados bons roteiros para os quadrinhos, teremos bons filmes também.
    Se houver um declínio na produção das HQs, aí vai dar m…

    Responder
  9. 79 Glulton Ulissses 08/04/2015 23:22

    Que turminha burra! Deve ser tudo eleitor do Aócio. Que estrago que a má educação e a falta de cultura trouxeram ao país.

    Responder
  10. 78 Marco Hundsdorfer 08/04/2015 21:51

    Os filmes são bons? A maioria. Isso posto, não vejo problema algum.

    Responder
  11. 77 Kamila Azevedo 08/04/2015 21:43

    Para mim, o grande problema da Marvel se chama Kevin Feige: controlador, egocêntrico. Acho que a Marvel poderia dar muito mais liberdade pra os realizadores. Isso seria muito mais saudável. Até mesmo pro cinema em si! Parabéns pelo texto corajoso!!!

    Responder
  12. 76 Rafael 08/04/2015 21:27

    Filmes Marvel q prestam Homem de Ferro 1, Vingadores e Capitão America 2 o resto eh lixo.

    Responder
  13. 75 Adriano 08/04/2015 20:52

    Acho equivocado este texto, paralelamente aos filmes sobre as hq’s, tem saído ótimos filmes, tanto no exterior quanto no Brasil, o colunista tem ver mais filmes e abrir mais a mente e ver mais filmes.

    Responder
    • Carlos 08/04/2015 23:00

      O título é sensacionalista!
      A matéria divaga entre o sucesso dos HQ’s da Marvel versus demais. Mas o tom de fracasso no final da materia não convence…monótona e duradoura crise do cinema….Rsss
      Realmente o colunista não assiste muitos filmes!

      Responder
  14. 74 Eduardo 08/04/2015 20:47

    Meu Deus, que bando de ignorantes disléxicos que comentam aqui… Mal sabem ler e compreender um texto! O jornalista, na verdade, está tecendo ELOGIOS à Marvel e seus filmes e CRITICANDO, na verdade, a falta de criatividade DOS OUTROS ESTÚDIOS (Warner, Paramount etc.) que estão apenas tentando copiar o seu modelo de sucesso…

    Responder
    • Thiago Lopes Aranha 09/04/2015 9:06

      Isso mesmo Eduardo o pessoal aí, não sabe interpretar um texto, por isso o Brasil é o que é, as pessoas entendem o que querem, sem ao menos refletir sobre.

      Eu fico aqui, rindo, da ignorância alheia.

      Responder
    • Fabio 08/04/2015 22:13

      Eu entendi perfeitamente isso que você entendeu, mas o título da matéria não condiz com o que foi escrito. O título da matéria diz que a Marvel fez um mal ao cinema, mas quem faz o mal são as próprias empresas que tentam copiar sua fórmula na falta de criatividade. E a matéria deve ser criticada sim, pela forma de tentar impressionar onde a mídia sempre tenta chamar a atenção. Volto a dizer: a Marvel não tem nada a ver com isso e nem deveria ser o título da matéria. E não precisa chamar as pessoas de ignorantes, seu comentário já começou errado aí, a crítica surge de diferentes formas de pensamento e interpretação e isso deve ser respeitado.

      Responder
      • Raphael Sanches 09/04/2015 15:02

        Olá Fábio e Eduardo… Na verdade a crítica vai para os dois lados!….

        MARVEL: Por criar um padrão fraco, e assim limitando as possibilidades de Hollywood em geral (Remédio X Efeitos Colaterais)!

        OUTROS ESTÚDIOS: Por tentarem seguir este padrão criado pela Marvel sem sucesso, se limitando a fórmulas prontas, fechando as portas para a criatividade!

        …. Sendo assim: BENDITA Marvel ! MALDITA Marvel !

        OBS. Ótima crítica!

        Responder
    • Wilton 08/04/2015 22:10

      Parabéns Eduardo pela lógica. As vezes é necessário dar um “empurrãozinho” para entenderem.

      Responder
    • edhy metal 08/04/2015 22:10

      Me impressiona que alguém como o sr. Eduardo que mantém um “amigo imaginário” como deus tenha discernimento critico!

      Responder
    • Jamir 08/04/2015 21:07

      Concordo contigo Eduardo, é correto o que voce escreveu e “entendeu”. O problema ao meu ver é o TITULO da matéria, na minha opinião, de extremo mal gosto.

      Responder
      • Itamar 08/04/2015 21:48

        Oi Jamir. O que está no post do Eduardo também é defendido por mim no post 73. Está correto. E o título me parece perfeito. Os outros estúdios ainda não sabem que copiar a Marvel será o atestado de falta de criatividade deles. Por isso é invisível. Será o famoso “Tiro no pé”, mas aí, já será muito tarde. Abraço!!!

        Responder
  15. 73 Itamar 08/04/2015 20:41

    Boa Noite. Pessoal, eu não entendi a crítica desta maneira (negativa), inclusive, vi muito o contrário. A Marvel aqui está sendo defendida por tudo o que faz (Excelentes histórias, impensáveis efeitos especiais, etc). Para mim, o que quis ser dito, foi a necessidade que os outros estúdios precisarão ter de se desdobrar e criar elementos tão bons quanto os da Marvel, e, por isso, irão correr o risco de fazer algo que somente, e tão somente a Marvel, é especialista em fazer. A grosso modo, irão tentar se “Marvelizar” e não irão conseguir. E é aí que mora a crise criativa. Os outros estúdios já estão sem saber o que fazer e depois de tentar copiar uma receita que está dando certo, mas poderá não dar certo para eles, ficarão sem mais alternativas, apenas assistindo o show de originalidade e audácia absoluta da Marvel, que perdurará por muito tempo. Abraço!!!

    Responder
  16. 72 lEvI sIlvA 08/04/2015 20:19

    Acho estranho quando falam do sucesso da Marvel no cinema para, em seguida associá-lo a uma crise de idéias e coisas do tipo. Veja só, Hollywood sempre teve problemas com bilheterias, não é de agora. Ao longos dos anos está cada vez mais difícil de surgir bons roteiros e filmes originais. Há muito os que fazem sucesso baseiam-se em livros e geram trilogias e franquias e seja mais o que for. Agora, sem mais nem menos, a culpa por outros estúdios tentarem sem muito sucesso criar algo que soe parecido ao universo Marvel e se darem mal é do estúdio que sabe o que faz? Se há sucesso nos cinemas com filmes baseados em HQ, deve ser por existir enredo e personagens que vale a pena fazer cinema, não é? Não fosse isso, as coisas teriam sido bem diferentes. Pra mim, tudo realmente começou com a adaptação de Sam Raimi do Homem Aranha, mesmo que ainda pelo estúdio Sony. Depois disso, o resto é história…!

    Responder
  17. 71 Jonas 08/04/2015 19:57

    se algum estúdio fizesse um filme fiel do Dragon ball z seria um pario duro para a marvel…

    Responder
    • Antonio 08/04/2015 21:01

      Você tá de brincadeira né?! Só pode…

      Responder
  18. 70 Carlos 08/04/2015 19:55

    Que venha Batman v Superman.

    Responder
  19. 69 George 08/04/2015 19:47

    Ha muito tempo que tenho visto que o que falta aos filmes de ação/sci fi era bons roteiros. As histórias de hj são pateticas, ninguem aceita estorias mirabolantes, ficção cientifica tem que ser bem embasada hj. O que a marvel fez foi adaptar excelentes estórias em quadrinhos (resolvendo o problema de roteiro). O que nao se podia fazer de efeitos a 20 anos atras hoje se obtem o inimaginavel. Os outros estudios nao tem msm é bons roteiristas e estórias… Ninguem cria mais nada…. e quando refaz fica pior q o original.

    Responder
  20. 68 Cristiano 08/04/2015 19:44

    Que analise pifia sem contexto nenhum os filmes de super herois vieram para ficar
    Edigo mais estudioso de cinema oque vai acabar e esses filminhos chatos que ganham
    Oscar adeus aos filmes chatos e tediosos e tambem aos criticos de cinema tão chatos quanto
    E que venham os filmes pipoca que sao divertidos e lotam o cinema avemos marvel

    Responder
  21. 67 Roberto Luiz 08/04/2015 19:42

    Poxa vida!!! Que critico fraco!!! Meu Deus!!! Esse cara sim…vai acabar levando a ‘banca rota’ toda empresa….meu Deus que carinha ruim…puts….tô fora!!!! Ele confundiu tudo mesmo, só por que sabe um pouco de inglês, se acha, mas não sabe nada de desenhos animados; filmes da Marvel; sinistro ai espero que retirem ele rapido, por que se não, to fora!!!!

    Responder
  22. 66 Fernando M.A. 08/04/2015 19:39

    Será que eu fui um dos poucos a entender que no texto o ataque contra um universo uniforme de vários filmes, o que faz perder a individualidade, a arte e passa a ser tratado com um produto de linha de montagem, pasteurizando ainda mais os filmes iguais de Hollywood, mas não entra no mérito da qualidade dos filmes da Marvel!
    Este cenário também tende a seguir para a televisão, mas neste caso existe dois modelos, o da Disney/Marvel que é exatamente a mesma forma e da Warner/DC, no qual ao menos cria várias realidades e permite maior liberdade, principalmente o que se refere ao outro selo, a Vertigo.

    Responder
  23. 65 Cleber Ferreira Dias 08/04/2015 19:36

    WTF!!!

    Nem creio que perdi meu tempo em uma leitura desta. Estude um pouco mais sobre o que você esta falando, seus argumentos foram infundados e fracos no mínimo meu caro.

    Responder
  24. 64 LUIZ 08/04/2015 19:31

    crise de criatividade quem teve foi o critico desta coluna, acha que para ser um bom critico tem que achar algo de ruim para falar, me admira mais ainda o ig dar margem e credibilidade a esse tipo de critica colocando uma manchete nitidamente apelativa, entro no site do ig todo dia por ter sido a primeira internet gratuita que me lembro no brasil, e ha uma certa lealdade da minha parte por ter sido beneficiado na época, porém a qualidade vem caindo com esses estagiários que tentam aparecer de qualquer forma, lamentável.

    Responder
  25. 63 Fabio 08/04/2015 19:30

    Sinceramente, fiquei confuso ao ler esta resenha. Não consegui ainda entender o fundamento disso e nem em que ponto quis chegar. Acompanho cinema há muito tempo, a questão da bilheteria sempre existiu, e claro, numa época de downloads, torrents e pirataria aumentando nos últimos tempos só tende a dificultar o mercado cinematográfico, aí sim o termo que você diz “tapar o sol com a peneira” faz sentido para a grande maioria das empresas. Os excessivos remakes feitos e títulos sem expressão são os ingredientes para o desgaste, a Marvel não tem absolutamente nada a ver com isso, mesmo com fortes aliados financeiros, se o público não aprovasse, não teriam sequências e nem adaptações aos HQs.

    Responder
  26. 62 Mestriner 08/04/2015 19:26

    O eterno embate dos Apocalípiticos versus Integrados…

    Responder
  27. 61 lindo-mar@ig.com.br 08/04/2015 19:12

    Bicho! Concordo plenamente contigo. A única coisa que o Reinaldo Glioche vez certo foi o título da matéria. Chama a atenção e atiça a curiosidade do leitor, mas a matéria…..hummm. Parece que foi escrita de madrugada por não ter nada de interessante para escrever.

    Responder
  28. 60 Gilberto 08/04/2015 18:56

    Ainda não estou acreditando que li todo esse texto de ponto de vista fraco. A Marvel prejudicar o cinema? Só por esse título já não merecia antenção mas, fui teimoso e quis me certificar do óbvio: quanta asneira.

    Responder
  29. 59 Korben 08/04/2015 18:36

    Hahahaha! Crítico de cinema todo mundo é. Tem uma frase que mostra como existem insatisfeitos: “crítico cinematográfico é apenas um cineasta frustrado!”. Daí nada para ele presta ou é bom o suficiente.
    Aqui nesse texto, o cara falou e falou, não entendi porcaria nenhuma. Só sei que a MARVEL trouxe somente FILMÃO de cair o queixo (inclusive chega a emocionar e encher os olhos de lágrima, tamanha é a realidade e a ação), e antes dela ingressar no ramo, tivemos muitas porcarias, com a melhora (ou talvez o “mal” que a empresa “gibística” trouxe) ela fez muito “estudião” que se achava “a bacana” rever seus conceitos, onde não basta apenas inventar uma história chinfrim e colocar o super herói. Quer exemplos? Superman – O retorno, Lanterna verde e mais umas tosqueiras por aí.

    Responder
    • Rafael 08/04/2015 21:24

      Mais exemplos pra vc Homem de ferro3, Thor 1 e 2, capitão America 1 e mais umas tosqueiras por ai

      “Só sei que a MARVEL trouxe somente FILMÃO de cair o queixo (inclusive chega a emocionar e encher os olhos de lágrima, tamanha é a realidade e a ação)“ eh piada isso ne? realidade num filme baseado em HQ? se fumou alguma coisa so pode.

      Responder
  30. 58 eber 08/04/2015 18:29

    Eu quero ver um filme do pantera negra rodado na Africa!

    Responder
  31. 57 Edgian 08/04/2015 18:28

    Sempre li os quadrinhos HQ desde a época do Batman e acho que a formula deu muito certo logo na minha humilde opinião, vai demorar muito para se “desgastar”. Provavelmente eu já terei partido e meus filhos e netos ainda irão aos cinemas para ver os filmes da Marvel sejam eles patrocinados pela Disney ou qualquer outra empresa do ramo.

    Responder
  32. 56 emerson 08/04/2015 18:18

    eu nunca vi uma critica tao sem fundamento como esta.

    Responder
  33. 55 leme 08/04/2015 18:13

    Quanta besteira! Quer falar de originalidade, olha só o vencedor do Oscar, Birdman! Filmaço nada típico e completamente original, Budapeste outro exemplo. Você fala da Marvel como se os filmes de heróis fossem rasos e fúteis, Capitão América 2 é brilhante e denso, assim como será o Universo dos Vingadores daqui para a frente, quer surpresa mais agradável do que os Guardiões da Galáxia? A briga com a DC só vai aumentar ainda mais a qualidade dos filmes, vai ser briga de gente grande, e dentro dos universos de ambas as produtoras existem obras espetaculares que merecem ser transpostas ao cinema. Tem espaço para todo mundo, tanto pra quem de filmes Cults como Her, e para quem gosta de longas Blockbuster, o verão americano sempre foca das grandes bilheterias, enquanto os filmes do Oscar e independentes chegam em novembro, é completamente normal isso!

    Responder
  34. 54 Tiago Celestino 08/04/2015 17:55

    Não entendi a critica junto a Marvel. Apenas está usando de seu portfolio para poder gerar receitas. Outros estúdios tinham tudo para poder fazer algo interessante, nenhum apostou tanto. Agora, dizer que é culpa da Marvel a falta de criatividade dos outros estúdios, na minha visão é apenas mais um crítico que não tem nada para falar.

    Responder
    • Gleidson Mesquita 08/04/2015 18:49

      Apoio sua opinião Tiago no que tange a coragem da Marvel e a falta de audácia dos outros estúdios.

      Responder
    • edson 08/04/2015 18:20

      Fala demais por não ter nada a dizer. Como diz Renato Russo.

      Responder
  35. 53 Orlando Neto 08/04/2015 17:41

    Muito fácil culpar a Marvel, enquanto Hollywood se acovarda atrás de um argumento imensuravelmente pífio, crise de criatividade é a incompetência mascarada, há anos vem adaptando mal e porcamente, livros para as telas e ninguém deu um pio! Uma simples empresa de Gibis, com infinitas e ricas histórias, resolveu dar vida ao seu material impresso (há muito tempo ignorado pelo maioria do mundo) com muita luta e humildade, os babacas desdenham aos deboches no Oscar, cobertos de inveja ao olhar seu faturamento, senhoras e senhores: O choro é livre!

    Responder
    • Carlos Onça 08/04/2015 18:40

      Exatamente Orlando!

      Responder
  36. 52 rafael 08/04/2015 17:38

    dorei esse filme foi o maximo.

    Responder
  37. 51 usoares 08/04/2015 17:36

    O sucesso da marvel não está apenas na criatividade ou oportunidade mas tambem na qualidade das produções que fazem o espectador se inserir na fantasia por aquelas poucas horas de lazer.

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios