Publicidade

quarta-feira, 15 de abril de 2015 Filmes, Notícias | 21:19

Rússia proíbe lançamento de filme americano sobre crimes na União Soviética

Compartilhe: Twitter
Cena de "Crimes ocultos", filme banido da Rússia na véspera de sua estreia no país (Foto: divulgação)

Cena de “Crimes ocultos”, filme banido da Rússia na véspera de sua estreia no país
(Foto: divulgação)

As tensões entre Rússia e EUA podem até ter esfriado nos últimos meses, mas elas ainda persistem. O ministro da Cultura russo, Vladimir Medinsky, anunciou o banimento de “Crimes ocultos” (Child 44, EUA  2015), que seria lançado nesta quinta-feira nos cinemas do país. De acordo com a agência de notícias AP, o ministério entende ser “inadmissível” lançar um filme com “distorções históricas” durante a preparação para as celebrações de maio, que marcam os 70 anos do triunfo sobre a Alemanha nazista. No fim do ano passado, a Rússia já tinha expressado solidariedade à Coreia do Norte por conta de todo imbróglio entre o país governado por Kim Jong-un e os EUA provocado pelo lançamento do filme “A entrevista”.

“Crimes ocultos” é um thriller sobre um policial soviético (Tom Hardy) que investiga uma série de assassinatos de crianças em 1953. O filme, dirigido pelo sueco Daniel Espinosa do ótimo “Protegendo o inimigo” (2012), é adaptado do livro de Tom Rob Smith, cujo nome é emprestado pelo título original do filme.

A produção está prevista para estrear nos cinemas brasileiros em 21 de maio. Confira o trailer legendado abaixo.

Autor: Tags: , , , ,

4 comentários | Comentar

  1. 54 Celso 16/04/2015 1:40

    A hipocrisia é, para mim, o mal do século XXI, pois a partir dela reverberam opiniões como algumas aqui.Comparar crimes perpetrados por facínoras acobertados pelo estado à opção de usar uma arma estratégica que teve o poder de acabar com a pior guerra da história da humanidade é forçar um pouco demais a argumentação. É fácil escrever e criticar, negativamente, com meia dúzia de palavras vazias detrás de um computador em 2014, gozando de plena liberdade intelectual, quando em verdade deves tua liberdade e tudo o mais que os aliados defenderam entre 1939 e 1945. Amigos, o que estava em jogo era o embate global entre a liberdade e a democracia e o terror mundial planejado pelos nazistas em conluio com os comunistas e o Império do Japão (cada um querendo engolir o outro, como aconteceu depois). No próximo conflito mundial apresentem-se como os salvadores da humanidade e resolvam o imbróglio com essas ideias “humanistas”. Melhor, vamos desafiar já: peguem um avião agora e vão conversar com o amigos-gente-boa do Estado Islâmico pregando a paz mundial.

    Responder
  2. 53 William 15/04/2015 23:34

    Se é para fazer justiça histórica , porque Hollywood não faz um filme sobre a bomba atômica de Hiroshima e Nagasaki, foi um teste de uma bomba.

    Responder
    • Paulo Pereira 16/04/2015 8:53

      Que relação existe entre a bomba atômica (uma arma de guerra) e os crimes soviéticos? Nenhuma. As bombas foram uma solução, como qualquer outra que se emprega em uma guerra; já os crimes soviéticos, não. E quanto a filmes sobre isso (Hiroshima, Nagasaki), existem muitos e bons documentários, livres etc sobre o assunto, com depoimentos de participantes, vítimas e tudo mais.

      Responder
  3. 52 Chris 15/04/2015 22:44

    Hollywood é o braço de marketing da Casa Branca, há um roteiro de lançamentos difamatórios preparados pelo NSA. O problema deles é subestimar a inteligência da audiência…

    Responder
  4. 51 Daniel Leal de Queiroz 15/04/2015 22:42

    OS CRIMES COMETIDOS PELOS RUSSOS / COMUNISTAS ULTRAPASSAM EM MILHARES OS COMETIDOS PELOS ALEMÃES, MAS DURANTE MUITOS ANOS PERSISTIU A CULTURA DA MENTIRA, SÓ PARA SE TER UMA IDEIA NO MASSACRE DE HOLOMODOR FORAM MORTOS APROXIMADAMENTE 20 MILHÕES DE PESSOAS SÓ POR SE RECUSAREM A FILOSOFIA COMUNISTA !!! 20 MILHÕES E KD QUE A MÍDIA FALA SOBRE ISSO ??? KD ???

    Responder
    • Vixe 16/04/2015 6:18

      Por favor, fontes confiáveis de sua afirmação.

      Responder
    • Daniel Queiroz de Leal 16/04/2015 0:39

      Fontes: ????

      Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios