Publicidade

domingo, 14 de junho de 2015 Bastidores, Notícias | 19:43

A lógica por trás da acachapante bilheteria de “Jurassic world” em seu fim de semana de estreia

Compartilhe: Twitter
Foto: divulgação

Foto: divulgação

Os números ainda não estão consolidados, mas já são assombrosos o suficiente para colocar “Jurassic World – o mundo dos dinossauros” como a melhor estreia de todos os tempos. Com U$ 511 milhões em caixa, o filme supera a abertura do último “Harry Potter”, “As relíquias da morte – parte II”, que fez U$ 483 milhões mundialmente em seu fim de semana de estreia em julho de 2011.

Não obstante, o filme dirigido por Colin Trevorrow ameaça destronar o primeiro “Os vingadores” (2012) do posto de maior abertura da história nos EUA.  “Jurassic world” tem arrecadação projetada neste fim de semana nos EUA de U$ 204 milhões enquanto que “Vingadores” faturou U$ 207 milhões em seu primeiro fim de semana. Nos EUA, o filme foi lançado em 4.273 cinemas. Maior lançamento da história do estúdio Universal.

Apesar dos números serem grandiosos, há toda uma engenharia por trás deles. “Jurassic World” foi o primeiro filme do ano a estrear simultaneamente nos EUA e na China. Os dois mercados mais importantes da atualidade para os estúdios hollywoodianos.  Ao todo, o filme foi disponibilizado em 66 mercados. Analistas calculam que U$ 100 milhões do montante arrecadado pelo filme seja originário da China. País mais populoso do mundo, a China tem uma política restritiva de lançamento de filmes americanos. Uma barreira que os estúdios vêm tentando transpor com parcerias comerciais e criativas.

A Universal, que já é o estúdio que mais lucrou em 2015 (o portfólio do ano inclui ainda os sucessos “50 tons de cinza” e “Velozes e furiosos 7”) acertou em cheio em equiparar as estreias nos dois mercados. Como se sabe, um sucesso de bilheteria é mensurado nesses tempos de internet e lançamentos globais no primeiro fim de semana de exibição.

iG On: Universal fatura mais de R$ 6 bilhões com “Jurassic World” e “Velozes e furiosos”

Leia também: Novo “Vingadores” dá largada à temporada mais lucrativa do cinema americano

A Marvel vinha adotando uma estratégia diferente, privilegiando importantes mercados internacionais como Brasil e Rússia, antes de lançar seus principais filmes em solo americano. Estratégia replicada em 2015 com “Vingadores – a era de Ultron”.

A Universal, com o sucesso estrondoso de “Jurassic World” força as empresas a repensarem o modelo de distribuição. Afinal de contas, se a China já era um mercado estratégico do ponto de vista financeiro, com o êxito jurássico do novo filme da franquia iniciada em 1993 pelo Midas Steven Spielberg, passa a ser também vital do ponto de vista marqueteiro. Afinal de contas, a carreira e os dividendos de “O mundo dos dinossauros” estão apenas começando.

Autor: Tags: , , ,

1 comentário | Comentar

  1. 51 Elisangela 14/06/2015 22:58

    Mas é claro que o filme será recordista… é uma trilogia fabulosa, espero poder ver esta semana!!!!!! Com certeza a abertura na China tambèm dará éxito!!!!!

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios