Publicidade

quinta-feira, 24 de setembro de 2015 Curiosidades, Filmes, Sem categoria | 19:24

Diretora de “Um senhor estagiário” usou o Pinterest como ferramenta para conceber visual do filme

Compartilhe: Twitter
Uma das imagens promocionais do filme, que no original se chama "The intern", postadas no Twitter: trabalho intenso de divulgação nas redes sociais

Uma das imagens promocionais do filme, que no original se chama “The intern”, postadas no Twitter: trabalho intenso de divulgação nas redes sociais

Nancy Meyers é, sob muitos aspectos, a mulher mais bem sucedida no ofício de dirigir filmes. Ok, ela não foi a primeira mulher a vencer o Oscar, foi Kathryn Bigelow por “Guerra ao terror” (2009). Mas Meyers goza de uma liberdade única para fazer os filmes que bem entende no sistema de estúdios, um fenômeno ainda raro em uma Hollywood predominantemente machista. Meyers, que debutou na direção após uma bem-sucedida carreira como roteirista e produtora, com “Operação cupido” (1998), rapidamente se configurou em uma cineasta do feminino assinando produções como “Do que as mulheres gostam” (2000), “Alguém tem que ceder” (2003), “O amor não tira férias” (2006) e “Simplesmente complicado” (2009).

“Um senhor estagiário” (2015), embora pareça se concentrar na figura do septuagenário personagem de Robert De Niro, que volta ao mercado de trabalho como estagiário de uma empresa de moda, na verdade, é sobre a personagem de Anne Hathaway que precisa administrar o sucesso de seu blog que deu vazão a uma bem sucedida empresa.  O filme estreia nos cinemas brasileiros neste fim de semana.

Para a concepção visual do filme, Meyers criou boards no Pinterest, rede social de compartilhamento de imagens. A diretora salpicou em seu perfil diversas referências para os figurinos dos personagens e os cenários do filme. É uma experiência interessante para o expectador observar esse processo de criação que costuma passar ao largo da análise pós-fílmica.

Autor: Tags: , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios