Publicidade

quarta-feira, 30 de setembro de 2015 Análises, Atores | 16:59

A verdade por trás da recém-descoberta homofobia de Matt Damon

Compartilhe: Twitter

Damon

Em plena promoção de “Perdido em Marte”, que estreia nesta quinta-feira nos cinemas de todo o mundo, Matt Damon arranjou uma sarna para se coçar. O ator disse em entrevista ao site The Observer que atores “não deveriam falar de sua sexualidade”, por que “quanto menos as pessoas sabem de sua vida, melhor”. Damon comentou, ainda, que “sair do armário” pode ser um tiro no pé.

Damon abordou, também, um dos casos mais clássicos sobre o tema em Hollywood. “Rupert Everett se assumiu gay e esse cara – mais bonito que qualquer um, um ator com formação clássica – é difícil defender a ideia de que ele não foi sabotado por ter se assumido”.

A reação à posição de Damon foi barulhenta. Gente do cinema, gente do comportamento, gente de esquerda e gente de direita tinham algo a dizer sobre o comentário do ator. E não foi bonito. Matt Damon, que gosta de posar como democrata convicto, se viu sob o desconfortável rótulo de homofóbico.

Leia também: O cinema descortina o mundo pós-gay?

Mas procede a queixa ou procede Damon? Hollywood pode ser um lugar bastante inóspito e, ao que parece, foi com isso em mente que Damon externou seu pensamento. É lógico que a construção do raciocínio partiu do pressuposto de que há uma invasão monstruosa da privacidade dos astros e estrelas. Damon falava de si quando disse que quanto menos se souber da vida privada de um astro, melhor. Mas falava, também, por todos aqueles que se ressentem dessa contingência do estrelato.

Quando evoluiu o raciocínio para o fato de que atores homossexuais não deveriam sair do armário, Damon afrontou o status quo. Mas o fez com a melhor das boas intenções. Ele estava considerando as ainda injustas amarras do sistema. Ao exemplificar seu ponto de vista com Rupert Everettque já foi a público se dizer vítima de boicote e exortar a jovens atores gays a ficarem no armário – o ator não quis expor um pensamento reacionário como muitos sublinharam. Expôs, no entanto, um pensamento de resignação. O que só é lamentável para ele.  No final das contas, diante da má publicidade em face de seu comentário, pediu desculpas. Após, claro, culpar a imprensa por distorcer suas palavras. No jogo de Hollywood alguns clichês são sacados até mesmo quando se atenta contra o senso comum. “Fico feliz por, pelo menos, meu comentário ter provocado um debate sobre diversidade em Hollywood”, anotou em um comunicado oficial nesta quarta-feira (30).  Um dia como outro qualquer em Hollywood, afinal.

Autor: Tags: , , , ,

20 comentários | Comentar

  1. 70 luiz antonio lopes 01/10/2015 1:19

    EU SÓ QUERIA SABER, DESDE QUANDO, O “DIREITO DE OPINIÃO E DE SE EXPRESSAR LIVREMENTE”, É CONSIDERADO HOMOFOBIA?
    NA VERDADE, O QUE OS ATIVISTAS (SINDICALISTAS) GAYS QUEREM, É IMPOR À SOCIEDADE, UMA MORDAÇA E A DITADURA DA OPINIÃO, DESDE QUE SEJA, LÓGICO, A FAVOR DELES.
    VÃO PLANTAR MANDIOCA!!!!!!!!!!!!

    Responder
  2. 69 Donisete 01/10/2015 0:54

    Que bobagem. Hipocrisia. Só expressou o óbvio. O ator quando assume ser gay (galã) os estúdios realmente desprezam esse ator. No Brasil poucos atores assumem ser gay. Teve um que falou que era bissexual e depois voltou atrás. .

    Responder
  3. 68 Marcos A. S. Almeida 30/09/2015 23:46

    Com certeza distorceram a fala dele , e você Reinaldo Glioche felizmente entendeu o que ele disse e realmente não têm nada de homofóbico no discurso. Foi um “sincericídio”. O que eu não entendo é como ele vêm á público , sabendo de todos os riscos que corre ao dar uma declaração destas e depois volta atrás e pede desculpas? Ou diga e mantêm ou não diga nada!

    Responder
  4. 67 Fabio 30/09/2015 22:59

    Ué….acho engraçada essa ditadura onde tudo o que se fala ou se expressa, passa a ser homofobia. o que Matt Damon disse, é a exata realidade. Expôr a sexualidade é algo desnessessário para o artista, e assumir a sexualidade é um tiro no pé, pois vc nunca vai saber a reação de seu público. Nada demais, e simples assim. Gente louca…eu, hein!!!

    Responder
  5. 66 Giovani 30/09/2015 22:34

    Que se dane, tem que falar a verdade , com essas aberrações que estão ai

    Responder
  6. 65 Daltro Jesus Paz de Oliveira 30/09/2015 22:09

    Certamente que é um tiro nos pés sim, a SOCIEDADE” em geral sem divisão geografica de paises é hipócrita sim, tomamos um exemplo local aqui no Brasil, pergunte a algum ator da Globo se ele teria coragem de assumir a sua HOMOSEXUALIDADE publicamente, certamente ele responderia não, pois muitos o fizeram e deram-se muito mal, e olha que não tem nem problema com capitalismo, é questão de humanidade desenvolvida em geral não chegamos a tal estágio no nosso planeta a ponto de aceitar as minorias e suas particularidade, logo concordo totalmente com Matt Damon.

    Responder
  7. 64 RICARDO MANAYA 30/09/2015 22:03

    Em momento algum ele se mostrou homofóbico, apenas disse que o ator pode ser discriminado por ser gay, o q é uma verdade. Acho q falta uma melhor interpretação das pessoas, Mat em momento algum levantou uma “bandeira” contra os gays. E vcs n tem noção da quantidade de gays q existem no meio artistico, V já imaginou carnaval sem gay? Eles estão entre nós, e daí por eles serem gays, a evolução da humanidade só será relevante se não existir tanto preconceito pelas diferenças.

    Responder
  8. 63 Fabiano 30/09/2015 21:53

    Atualmente é proibido não achar homossexualidade uma coisa bonita e natural.
    É um crime para estes que prezam tanto pelos direitos dos homossexuais, mas hipocritamente ignoram os dos outros.

    Quer ser execrado? Diga que não concorda com uma relação homossexual. Você será considerado pior que um Hitler, mesmo reconhecendo que eles tem todo direito de fazer o que querem. Obrigar a todos a adotar o seu ponto de vista é ditadura ou não é?

    Responder
  9. 62 Meiri 30/09/2015 21:31

    Palmas pra você Marcos Assumpção Adorei seu comentário concordo plenamente.

    Responder
  10. 61 Cláudia Danté 30/09/2015 21:10

    Nossa quanto barulho por nada. O ator falou o que todos sabemos. Quem se mostra, sexualmente falando, fica esquecido. Infelizmente, o preconceito é velado, inclusive onde não se espera que seja.

    Responder
  11. 60 Roberto de Souza Mangegali 30/09/2015 20:32

    Não vi nada de extraordinario nas palavras do ator americano. Ele de uma maneira sóbria e inteleligente descartou a necessidade que muitos por aí tem de bradar aos quatro ventos a sua opçaõ sexual.Estamos vivendo,infelizmente um momento de deslumbramento dessas pessoas, que vivem esfregando nas nossas caras o direito de serem o que são.

    Eu noto que a homossexualidade ainda é um problema social, e os governos se sentem incomodados em lidar com isso. Ela ainda é vista como uma transgressão,um desvio maldito de personalidade. Eu sou homossexual e aprendi a ocupar o meu espaço sem ter que fazer muitas concessões baseadas em caprichos alheios, ou condutas instituidas, mas sei que temos que respeitar certas convenções, pois somos cidadãos e dividimos os mesmos espaços.

    Responder
  12. 59 Mauricio Rodrigues 30/09/2015 20:15

    A grande mídia, juntamente com essa sociedade hipócrita apoiam o homossexualismo diante dos holofotes, mas na vida privada é bem diferente!

    Responder
  13. 58 Thorn 30/09/2015 20:14

    Já desconfiava que esse tal de Rupert era frescão, o jeito boilesco nos filmes o denunciava, agora tá comprovado,

    Responder
  14. 57 ricardo lima 30/09/2015 20:11

    Mesmo não sendo clara a opinião do ator, vejam como é esta ditadura gayzistica. Haja paciência com estas aberrações

    Responder
  15. 56 Luigi Scarpolini 30/09/2015 19:59

    Do jeito que as coisas andam no mundo… Melhor Marte do que a Terra!!!

    Responder
    • luciana 01/10/2015 0:08

      Vai com seu deus e não volte .

      Responder
  16. 55 wagner 30/09/2015 19:33

    tudo bobagem………………………………….

    Responder
  17. 54 João Alberto Afonso 30/09/2015 18:59

    Uai, ele não falou nada demais e expressar que, sair do armário para gala do cinema pode ser tiro no pé mesmo, isso em relação as mulheres, mas nada contra ser ator que, aliás, muitos deles brilhantes.

    Responder
  18. 53 Marcos Assumpçao 30/09/2015 18:58

    Hoje em dia é expressamente proibido ter opinião própria. Sempre tem um(a) delicadinho(a) para se ofender ou achar que o outro foi homofóbico, xenofóbico, discriminador ou sei mais lá o quê? Sociedadezinha hipócrita e com síndrome de rebanho. Patética….

    Responder
    • mario 01/10/2015 1:11

      Vc está correto!!!! Hoje, ninguém pode expressar o que pensa a respeito de um determinado assunto; muita frescura!!!! Muita gente dá motivos para receber milhares de comentários e depois não aguenta. Chega disso!!! Todos devem falar o que pensam, senão seremos todos “vaquinhas de presépio” Eu não gosto de homossexuais, e ai o que vão fazer a respeito??? Minha filha de 3 anos e meio viu na TV dois homens se beijando e me perguntou “papai, o que eles estão fazendo?” Eu não sabia onde enfiar a cara!!!!

      Responder
    • sonia cristina 30/09/2015 20:14

      Um saco esse negocio de politicamente correto! As piadas até ficaram sem graça! Expressar sua opinião virou caso de policia… A gente só consegue rir de nossa própria desgraça, até este comentário vai gerar polêmica! Vai ter gente achando que quero rir da desgraça alheia!!! UM SACO!

      Responder
  19. 52 João 30/09/2015 18:18

    É evidente o que ele quis dizer, mas a internet hoje é hoje o saco de boxe de muitos. Tem que descontar sua raiva em cima de alguém. Uma celebridade que se assume, ajuda muitos não famosos a lutar contra o preconceito,mas um ator ou atriz gay sofre preconceito do mercado quando o faz, fato. E ele tem razão, quanto menos se sabe da vida de um ator,mas acredita-se nos seus personagens.

    Responder
    • Mari 30/09/2015 20:52

      Brilhante comentário!

      Responder
  20. 51 Leandro Bueno 30/09/2015 17:49

    O título da matéria mostra um erro crasso, ao invocar o termo HOMOFOBIA. Talvez seja um dos termos mais mal-utilizados e vistos com mais frequência ultimamente. Em momento nenhum, Matt Damon evidenciou qualquer repulsa a homossexuais, ou desrespeito, ou agressividade contra eles. Mostrou apenas o seu ponto de vista acerca das dificuldades de um homossexual se inserir no mainstream da hipócrita Hollywood, onde as imagens falam mais do que a verdade factual. Damon pode estar errado na sua colocação? Pode? Mas, daí, dizer que o cara é homofóbico só pelo que citou é uma total idiotice, a meu ver.

    Responder
    • rogerio castro 30/09/2015 18:21

      mal utilizado uam ova expressa a realidade

      Responder
      • Milton 01/10/2015 1:16

        Onde você viu homofobia na frase, camarada?! Se o próprio Matt Damon elogiou a beleza do ator gay, e em hipótese alguma você veria um homofóbico, fazendo isso, não é mesmo?!

        Responder
      • Marcos 30/09/2015 22:36

        Fobia significa medo, homofobia significa medo de gays, Matt Damon não tem medo de gays, ele é democrata e amigo dos gays e de fato Rupert Everest foi boicotado em Hollywood quando se assumiu e Billy Zane também.

        Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios