Publicidade

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 Filmes, Listas | 16:29

Retrospectiva 2015: Os filmes nacionais do ano

Compartilhe: Twitter

Desnecessário dizer que o cinema nacional está cada vez mais plural, diverso e próspero. De uns anos para cá, porém, essa máxima tem se imposto na medida em que se esmiúça o que foi lançado ao longo do ano.

Ao olhar em retrospecto para 2015 é possível perceber que o maior avanço que o audiovisual brasileiro deu foi em matéria de cinema de gênero. Mas não foi só isso. O Brasil discutiu o pós-Lula em filmes complementares e, em certo sentido, antagônicos (“Que Horas ela Volta? e “Casa Grande”), olhou com carinho para os anos 80, fez filme de arte provocador e filme de arte reflexivo. Lançou terror satírico, adaptação engenhosa de Shakespeare e um documentário reverente a um mestre da linguagem cinematográfica. E Irandhir Santos reinou! Se 2015 é o ano que não acabou, o cinema brasileiro só tem a agradecer.

Foto: montagem/reprodução

Foto: montagem/reprodução

“Que horas ela volta?”

A maternidade como questão social em um Brasil em mutação

“Casa Grande”

O pós-Lula escancara o derretimento da classe média brasileira

“A história da Eternidade”

O Nordeste lúdico e ardente ganha cor, tom e alma

“Califórnia”

Os jovens dos anos 80 mandam um alô para os jovens de hoje

“Permanência”

O passado em transe com o futuro

Foto: Montagem/reprodução

Foto: Montagem/reprodução

“Amor, plástico e Barulho”

Porque os sonhos devem ser perseguidos plenamente

“Últimas Conversas”

A informalidade de um adeus formal a Coutinho

“Obra”

O futuro ensimesmado com o passado

“A Floresta que se Move”

Shakespeare faz mais sentido em português

“Condado Macabro”

Horror gore com sotaque brasileiro

Autor: Tags: , ,

3 comentários | Comentar

  1. 53 Amanda Aouad 31/12/2015 16:28

    Bela retrospectiva, Reinaldo, não consegui ver todos, mas os que vi estão na minha lista. E Irandhir Santos é mesmo o cara, rs.

    bjs

    Responder
  2. 52 HELIO NOVOA 24/12/2015 9:38

    IRANDHIR SANTOS É O GRANDE ASTRO DA CINEMATOGRAFIA BRASILEIRA DE TODOS OS TEMPOS. EX-CE-LEN-TE, SEMPRE! ATÉ NA TV DEU BANHO EM “MEU PEDACINHO DE CHÃO”. ALIÁS, É DO NE QUE SAEM TODOS OS NOMES RELEVANTES DO CINEMA NACIONAL: ALÉM DE IRANDHIR, TEM O CEARENSE/PERNAMBUCANO JESUÍTA BARBOSA E OS MARAVILHOSOS BAIANOS JOÃO MIGUEL, WAGNER MOURA E LÁZARO RAMOS. TB TEM MARCÉLIA CARTAXO E HERMILA GUEDES. VIVA O NE! VALE DIZER QUE SOU CARIOCA.

    Responder
  3. 51 Rafael Guimarães 24/12/2015 8:05

    O Menino e o Mundo, de Alê Abreu ganhou o prêmio Annecy de melhor animação, o que é um “oscar” para o segmento. Não entendo pq não entrou na lista. Vcs não consideram animação cinema?

    Responder
    • Amanda Aouad 31/12/2015 16:29

      O Menino e o Mundo foi lançado em 2014, não 2015. E é sim, um excelente filme.

      Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios