Publicidade

terça-feira, 23 de maio de 2017 Atores | 15:21

Primeiro Bond a morrer, Roger Moore levou humor à franquia

Compartilhe: Twitter

Ele foi o James Bond dos títulos inspirados. De “Somente para Seus Olhos” a “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro”, passando por “007 Viva e Deixe Morrer”, Roger Moore consolidou a série no cinema

Roger Moore, eternamente Bond (Divulgação)

Roger Moore, eternamente Bond
(Divulgação)

Primeiro James Bond a morrer. Roger Moore, que aferiu leveza e bom humor ao agente secreto com licença para matar e fez com que James Bond finalmente superasse Sean Connery e pudesse, de fato, virar um diamante eterno da sétima arte, morreu nesta terça-feira (23) em decorrência de um câncer.

Leia também: 007 mais longevo, Roger Moore morre de câncer aos 89 anos de idade

Roger Moore foi James Bond entre 1973 e 1985. É, ainda, o recordista a viver o personagem na série oficial. O britânico estrelou a fase mais cômica do personagem e foi com ele que 007 veio ao Rio de Janeiro em “007 Contra o Foguete da Morte”.

Bond favorito de muitos fãs e com título de Sir, Moore não era uma grande ator. Mas tinha um senso de humor afinadíssimo. Soube fazer graça dos boatos de que era gay em “Cruzeiro das Loucas” (2002) e foi um dos primeiros a defender a flexibilização do estigma de Bond como homem branco e mulherengo.

Ainda que não estivesse aposentado como Sean Connery, Moore praticamente não aparecera no cinema nos últimos dez anos. Estava relegado a produções televisivas na Inglaterra. Sua última participação em uma produção de Hollywood foi em “Como Cães e Gatos 2: A Vingança de Kitty Galore”. Apesar do aparente ostracismo, Roger Moore, continuava sendo um formador de opinião acessado pela imprensa inglesa para pautas de comportamento e cultura.

Autor: Tags: , ,

2 comentários | Comentar

  1. 52 luciano 23/05/2017 17:21

    Otimo no papel de James,muito melhor que o atual disparado!!!

    Responder
  2. 51 ANTONIO BUTIGNOLI 23/05/2017 16:50

    Esse sem dúvida, mereceu realmente o título de Sir. Elegante, Educado e Fino. Fará muita falta ao cinema. Descanse na paz do Senhor.

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios