Publicidade

Posts com a Tag George Clooney

domingo, 21 de dezembro de 2014 Curiosidades, Listas | 06:08

Retrospectiva 2014 – As dez personalidades do ano no mundo do cinema

Compartilhe: Twitter

O ano de 2014 foi movimentado para muitos astros, estrelas e personalidades do cinema. Prêmios, casamentos, escândalos e filmes. Teve de tudo em 2014! O Cineclube passou o pente fino e apresenta as dez personalidades que mais se destacaram no ano que se despede.

 

10 – Amy Pascal

Amy Pascal em foto tirada antes de falar mal de Angelina Jolie Foto: Getty

Amy Pascal em foto tirada antes de falar mal de Angelina Jolie
Foto: Getty

Não é todo dia que uma chefe de estúdio, no caso a única mulher a presidir um estúdio de cinema, figura em uma lista como essa. Mas Amy Pascal, conhecida por ser uma prospectora de talentos tão sagaz quanto executiva impiedosa, se viu no epicentro do escândalo já chamado de sonygate. Nos documentos e e-mails vazados por hackers norte-coreanos como retaliação à Sony por produzir o filme “A entrevista”, Pascal fala mal de Leonardo DiCaprio, Denzel Washington, Angelina Jolie, entre outros. Além de fazer piadas de teor racista envolvendo o presidente Obama.

9 – George Clooney

Um 2014 sem filmes para Clooney e mesmo assim histórico Foto: divulgação/Nespresso

Um 2014 sem filmes para Clooney e mesmo assim histórico
Foto: divulgação/Nespresso

Ele não estrelou nenhum filme em 2014. Mas o casamento de George Clooney, até então incensado como o solteiro mais cobiçado do planeta, foi um evento ímpar. O cerimonial durou cinco dias, contou com a presença de diversas personalidades e mobilizou a imprensa mundial. Um novo comercial do Nespresso e intervenções frequentes pela paz no Sudão do Sul também estiveram entre os destaques de Clooney que encerrou as gravações de “Tomorroland” este ano e anunciou que fará um filme sobre o escândalo das escutas bancadas pelo finado tabloide News of the World.  Mas quem se importa? Afinal de contas, 2014 marcou o fim da solteirice de seu maior ícone.

 

8 – Christopher Nolan

Nolan observa o horizonte: tempos difíceis para o cineasta de mais liberdade em Hollywood se aproximam Foto: Getty

Nolan observa o horizonte: tempos difíceis para o cineasta de mais liberdade em Hollywood se aproximam
Foto: Getty

Ele talvez seja o diretor que mais provoca polarização e no ano em que lançou um de seus mais ambiciosos projetos, a ficção científica “Interestelar”, essa divisão ficou bem clara. Nolan não repetiu o sucesso de crítica ou mesmo a bilheteria que se habituou a produzir, mas continuou sendo um dos mais significativos ases do mundo do entretenimento, como bem definiu a revista Time em reportagem de capa que fez com o cineasta britânico.

 

7 – Matthew McConaughey

Um ano alright alright alright para o ator que parece não saber mais fazer filme ruim. Ops! Alguém pensou em "Interestelar"?  Foto: Getty

Um ano alright alright alright para o ator que parece não saber mais fazer filme ruim. Ops! Alguém pensou em “Interestelar”?
Foto: Getty

Ele ganhou o Oscar e todos os outros prêmios possíveis e imagináveis por sua atuação em “Clube de compras Dallas”. Bastaria para McConaughey se credenciar a esta lista, mas o ator ainda esteve em outros dois filmes muito comentados no ano. “O lobo de Wall Street” e “Interestelar”. Não era possível ignorar.

 

6 – Scarlett Johansson

Johanson elevou o girl power a outro patamar em 2014 e isso não tem nada a ver com o fato de devorar homens em "Sob a pele" Foto: reprodução/SodaStream

Johanson elevou o girl power a outro patamar em 2014 e isso não tem nada a ver com o fato de devorar homens em “Sob a pele”
Foto: reprodução/SodaStream

Nenhuma atriz foi tão onipresente em 2014 como Scarlett Johansson. Depois de ser ver envolvida em uma inusitada intriga envolvendo Israel e uma marca de refrigerantes, a atriz apareceu em um blockbuster hollywoodiano (“Capitão América – o soldado invernal”), em uma ficção científica casca grossa (“Sob a pele”) e assumiu sua vocação de heroína em “Lucy”, o filme totalmente original mais rentável de 2014. Virou mamãe também. E se casou. Ufa! Ah, e pela primeira vez na carreira, Scarlett Johansson fez um nu frontal no cinema. Mas não foi por isso que ela entrou na lista, ok?

 

5- Richard Linklater

Richard Linklater pensando o cinema fora de sua caixinha habitual Foto: reprodução/L.A Times

Richard Linklater pensando o cinema fora de sua caixinha habitual
Foto: reprodução/L.A Times

Vanguardista por vocação, o cineasta foi além do que os entusiastas de seu cinema criam possível em 2014. Bem, na verdade, em 2014 ele apenas lançou um dos projetos mais ambiciosos da história do cinema. “Boyhood – da infância à juventude” não é apenas um dos filmes mais belos e significativos do ano, é um novo paradigma cinematográfico.

 

4- Angelina Jolie 

Angelina Jolie brilhando em todas as frentes possíveis em 2014 Foto: reprodução/The Hollywood Reporter

Angelina Jolie brilhando em todas as frentes possíveis em 2014
Foto: reprodução/The Hollywood Reporter

Angelina Jolie recebeu quase U$ 30 milhões para estrelar “Malévola”. Mas seu carisma incomparável garantiu à produção da Disney uma bilheteria de mais de U$ 800 milhões internacionalmente. Mais do que qualquer super-herói arrecadou no ano. Não obstante, Angelina ainda lança seu segundo filme como diretora no apagar das luzes de 2014. O nome do filme? “Invencível”. Mas sem trocadilhos espertos, por favor!

 

3 – Shailene Woodley

Shailene já provoca apreensão nos fãs de Jennifer Lawrence. Por que será?  Foto: reprodução/ Gloss

Shailene já provoca apreensão nos fãs de Jennifer Lawrence. Por que será?
Foto: reprodução/ Gloss

No futuro, talvez, 2014 seja lembrado como o ano em que Shailene Woodley se apoderou da cultura pop. A atriz esteve à frente do elenco de dois hits do ano. As adaptações de best-sellers infanto-juvenis “A culpa é das estrelas” e “Divergente”. Não obstante, ainda estrelou a produção independente “Pássaro branco na nevasca” e tem gente que já fala em indicação ao Oscar. Te cuida J. Law!

 

2 – Michael Keaton

Keaton com seu look "Oscar vem ni mim": ressurgido das cinzas hollywoodianas Foto: divulgação

Keaton com seu look “Oscar vem ni mim”: ressurgido das cinzas hollywoodianas
Foto: divulgação

Esse certamente estará no Oscar de 2015. Se marcará presença na nossa lista do ano que vem, porém, é uma incógnita. Mas se julgarmos pelo 2014 de Keaton, as chances estão em seu favor. O ator retirou-se do ostracismo e colhe elogios pelo filme “Birdman”, mas já sinalizava essa ressureição com a sátira de Steve Jobs que tirou da cartola no “Robocop” assinado por José Padilha. Em “Need for Speed – o filme” salvou a fita do marasmo e mostrou que ainda tem muita lenha para queimar em Hollywood.

1 – Lars Von Trier

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Não se falava em outra coisa no início do ano que não a bendita ninfomaníaca de Lars Von Trier. Dividido em dois tomos, o corte do diretor foi exibido no Brasil em outubro na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. “Ninfomaníaca” é tudo o que se pode esperar de Von Trier. Provocador, contraditório, hermético e anticlimático. O dinamarquês, que havia prometido jamais conceder outra entrevista após o fatídico episódio envolvendo Hitler em Cannes, disse a uma jornal dinamarquês que receia não mais fazer filmes no futuro. Von Trier está preocupado com o impacto que a sobriedade pode ter sobre sua verve criativa. O cineasta que revelou ser viciado em drogas lícitas e ilícitas filosofou: “Nenhuma expressão criativa com valor artístico foi criada por ex-adictos”. O paradoxo de Von Trier o eleva ao primeiro posto desta lista.

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 3 de setembro de 2014 Atores, Diretores, Filmes, Notícias | 23:11

George Clooney vai dirigir filme sobre escândalo do grampos ilegais do “News of the World”

Compartilhe: Twitter

Em 2011 o mundo assistiu assombrado o desenvolvimento de um escândalo midiático que envolveu um tradicional tabloide britânico e seu dono, o poderoso magnata das comunicações Rupert Murdoch. Os grampos ilegais que o jornal News of the World patrocinou e que violaram a privacidade de membros da família real, de celebridades internacionais como Hugh Grant e Jude Law e de políticos gerou o fim da publicação centenária e estremeceu o império do empresário australiano.

Entenda o escândalo de grampos do tabloide News of the World

George Clooney, maior astro da Hollywood atual e também um dos artistas mais interessantes de que ela dispõe, decidiu que seu próximo filme como diretor será uma adaptação do livro “Hack attack: the inside story of how the truth caught up with Rupert Murdoch”, de Nick Davies, que investiga os pormenores do escândalo e suas reverberações nos bastidores do jornalismo, da política e da economia. “Essa obra tem todos os elementos – mentiras, corrupção, chantagem – nos maiores níveis do governo por um dos maiores jornais de Londres”, disse Clooney em um comunicado enviado à imprensa. “E o fato de ser tudo verdade é a melhor parte. Nick é um jornalista corajoso e perseverante e será uma honra adaptar seu livro para o cinema”.

George Clooney  vai voltar à cadeira de diretor  (Foto: divulgação)

George Clooney vai voltar à cadeira de diretor (Foto: divulgação)

Clooney nunca escondeu sua predileção por filmes com alto teor reflexivo. Ele dirigiu “Boa noite e boa sorte” (2005), sobre a importância do jornalismo independente em uma época em que os EUA mergulhou nas sombras do macartismo, e “Tudo pelo poder” (2012), sobre as escusas negociatas nos bastidores da política. Explorar a sanha por corrupção humana e todas as nossas contradições parece um hobby de Clooney. Mas é, na verdade, uma contribuição de um artista interessado em fazer bom cinema e provocar reflexão no mesmo compasso.

As filmagens devem começar no início de 2015. Ainda não há informações sobre elenco. Clooney e seu habitual colaborador, Grant Heslov, vão escrever e produzir o filme. É esperado que Clooney também apareça como ator, como o fez em todas as suas incursões na direção. Além dos já citados, são dele “Confissões de uma mente perigosa” (2002), “O amor não tem regras” (2008)  e “Caçadores de obras-primas” (2014).

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 8 de maio de 2014 Notícias | 22:57

George Clooney pode ser o protagonista do novo filme de Jodie Foster

Compartilhe: Twitter
(Foto: montagem sobre divulgação)

(Foto: montagem sobre divulgação)

Jodie Foster gosta de personagens masculinos fortes. De seus três créditos como diretora no cinema, eles sobressaem em tramas que, aparentemente, não guardam nenhuma semelhança entre si.  Foster não dirigia desde 1995, quando lançou “Feriados em família”, com um então em decadência Robert Downey Jr. Voltou à ativa em 2011 com o sensível “Um novo despertar”, um raro filme luminoso e reflexivo sobre os males da depressão. Para protagonista da trama, Foster elegeu seu grande amigo Mel Gibson. As polêmicas envolvendo o astro prejudicaram a performance do filme nas bilheterias, mas a crítica o acolheu.

Agora, Foster calibra sua ambição. Seu novo filme como diretora deve ser “Money monster”, segundo o site The Wrap. E ela quer como protagonista ninguém menos do que George Clooney, o maior astro da Hollywood atual.

As negociações ainda estão em andamento, mas o roteiro assinado por Jim Kouf (“As duas faces da lei”), Jamie Linden (“Somos Marshall”) e Alan DiFiore é suculento e pode pesar na decisão de Clooney.

Trata-se da história de uma espécie de guru de Wall Street que tem um programa na tv em que oferece seus conselhos financeiros a telespectadores. Este é o papel que seria oferecido a Clooney. Um belo dia, um sujeito que perdeu todos os investimentos da família seguindo os conselhos do tal guru, resolve fazer a personalidade televisiva refém em seu próprio programa de tv. Conhecendo Jodie Foster e George Clooney, o roteiro – que naturalmente receberá novas versões – deve privilegiar a tensão e a dramaticidade da situação e não a ação. Estamos de olho!

Autor: Tags: ,

terça-feira, 6 de maio de 2014 Atores | 06:00

George Clooney completa 53 anos; veja dez curiosidades sobre o ator

Compartilhe: Twitter

George Clooney, um dos maiores astros do cinema moderno, completa 53 anos nesta terça-feira, 6 de maio.  Em homenagem a esse homem do cinema, afinal de contas, ele é ator, diretor, roteirista e produtor, o Cineclube elaborou uma lista com dez curiosidades sobre Clooney que você provavelmente não sabe.

 

(Foto: Getty images)

(Foto: Getty images)

George Clooney já foi preso

Foi em março de 2012. O ator é contumaz ativista pelas liberdades no Sudão foi um dos engajados na realização do plebiscito que definiu a separação do País e o surgimento do Sudão do Sul. Ele foi preso, para ser solto no mesmo dia, em protesto em frente a embaixada sudanesa em Washington nos EUA.

Esportista frustrado

Maníaco por esportes, tentou emplacar no Cincinnati Reds, time de baseball. Mas não recebeu nenhuma oferta do time

Mais sexy entre os mais sexies

É um dos bicampeões da lista dos mais sexies da People (ganhou em 2006 e 1997). Os outros são Richard Gere, Johnny Depp e Brad Pitt.

 Clooney perdeu a virgindade aos 16 anos

Em entrevista à revista Rolling Stone em novembro de 2011, o ator disse que pensa que foi precoce. “Era jovem , muito jovem, jovem demais para isso”

Brad & Me

Fervoroso ativista em prol da legalização da união homossexual, Clooney encenou a peça “8” em 2012, que teve sua única apresentação exibida ao vivo na internet. A peça discutia a polêmica proposição 8 que causou grande comoção na Califórnia na época por estabelecer que uma união só poderia existir entre um homem e uma mulher.  Brad Pitt, que é amigo próximo e compartilha muitos de seus posicionamentos políticos, foi seu coprotagonista.

Mais engajamento

Foi Clooney quem organizou um dos teletons mais bem sucedidos de toda a história. O “Hope for Haiti now”, que aconteceu em janeiro de 2010, dias depois do devastador terremoto que assolou o país da América Central, arrecadou mais de U$ 60 milhões. Clooney conseguiu colocar o evento na grade das principais emissoras de tv americanas e do mundo, na internet e reunir uma constelação de astros do cinema e da música para doarem e também ajudarem na arrecadação.

Marinheiro de segunda viagem

Diz-se por aí que caiu o último bastião da solteirice, agora que George Clooney está noivo da advogada libanesa Amal Alamuddin. Mas muitos ignoram que o ator já foi casado entre 1989 e 1993 com a atriz Talia Balsam. Eles se casaram em Las Vegas e um homem vestido de Elvis Presley oficializou a união.

Talento e versatilidade

George Clooney é o segundo ator a vencer um Oscar como intérprete (“Syriana – a indústria do petróleo” em 2006) e outro como produtor (“Argo” em 2013). E é a única personalidade do cinema atual a contabilizar indicações ao Oscar em seis categorias distintas (produtor, direção, ator, ator coadjuvante, roteiro original e roteiro adaptado).

Meu lado gangster

Ainda que não faça tipos italianos, já interpretou gângsteres em sete filmes. São eles: “Um drinque no inferno” (1996), “Irresistível paixão” (1998), “E aí, meu irmão, cadê você? (2000), “Onze homens e um segredo” (2001), “Tudo por um segredo” (2002), “Doze homens e outro segredo” (2004) e “Treze homens e um novo segredo” (2007).

Meu primeiro cachê de U$ 20 milhões

O primeiro filme pelo qual recebeu a quantia que separa os astros de primeira estirpe de todos os outros atores foi “Mar em fúria” (2000).

Autor: Tags: