Publicidade

Posts com a Tag Into the woods

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015 Críticas, Filmes | 18:45

“Caminhos da floresta” é cozidão pop que imagina contos de fadas pelo avesso

Compartilhe: Twitter

Rob Marshall será sempre assombrado por seu primeiro filme, o primoroso e vencedor do Oscar “Chicago” (2002). Seu debute no cinema não poderia ser um paradigma mais resiliente. “Chicago” surfou na onda de “Moulin Rouge”, lançado um ano antes, e consolidou a revitalização do musical no cinema. Gênero e Marshall ainda tentam superar o impacto do filme estrelado por Richard Gere e Catherine Zeta-Jones.

A filmografia irregular de Marshall ostenta outros dois musicais, o subestimado “Nine” e esse “Caminhos da floresta” (EUA, 2014), uma adaptação do musical de Stephen Sondheim que reúne diversos personagens de variados contos de fadas. O filme se comunica com o momento da Disney de explorar personagens de fábulas em contextos diferentes e representa, também, certa ousadia.

Personagens clássicos como Cinderela, Chapeuzinho vermelho, Rapunzel, a bruxa má e João e o pé de feijão interagem em um vilarejo fantástico. Mas suas representações passam longe do tradicionalismo presente nos contos de fadas tradicionais.

A bruxa má vivida por Meryl Streep, o padeiro (James Corden) e sua mulher (Emily Blunt): eles puxam a trama (Foto: divulgação)

A bruxa má vivida por Meryl Streep, o padeiro (James Corden) e sua mulher (Emily Blunt): eles puxam a trama
(Foto: divulgação)

Contudo, “Caminhos da floresta” não empolga nem como musical nem como ousadia. Fica tudo no quase. Em parte porque a trama é simplória demais e o fato de ser um musical com bons momentos não disfarça isso e, fundamentalmente, porque torna-se refém de seu mote. Os personagens não são cativantes, as músicas são boas, mas não irrompem o interesse circunstancial – algumas chegam a cansar – e Marshall deixou passar algumas arestas mal desenvolvidas.

Isso posto, “Caminhos da floresta” tem o mérito, que já vem da peça original, de mitigar os efeitos dos contos de fadas. O cinismo do registro é bem-vindo e se surge majestoso e expansivo no número musical em que os dois príncipes competem para ver quem é mais vaidoso, é bastante sutil, por exemplo, no momento em que o personagem vivido por Chris Pine avança sobre a mulher do padeiro, defendida por Emily Blunt. A atriz britânica, aliás, responde pela vitalidade da fita. Quando sai de cena, o filme murcha um pouco. É ela quem injeta energia e verdade em um filme que perde muito de seu impacto no ato final, menos musicado.

“Caminhos da floresta” acaba por se revelar um filme menos interessante do que o fã de musicais supõe. Cozidão pop, empobrece a filmografia de Marshall no mesmo compasso em que acentua o brilhantismo de “Chicago”, para todos os efeitos o último grande musical a ganhar os cinemas. É este o paradoxo do qual Marshall ainda não conseguiu se desvencilhar.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 31 de julho de 2014 Filmes, Notícias | 22:23

Meryl Streep é do mal em trailer de “Into the woods”

Compartilhe: Twitter
Será que Meryl Streep vai ao Oscar, dessa vez como bruxa?

Será que Meryl Streep vai ao Oscar, dessa vez como bruxa?

Pense em todos os contos de fadas que você conhece. Provavelmente você não terá pensado em todos que compõe “Into The woods”, novo filme de Rob Marshall, diretor de “Chicago” (2003) e ‘Piratas do Caribe: navegando em águas misteriosas” (2011). O filme, com lançamento marcado para o dia 1º de janeiro de 2015 nos cinemas do Brasil, é uma adaptação de um musical da Broadway inspirado em diversos contos infantis clássicos como Chapeuzinho vermelho, Rapunzel, Cinderela, entre outros.  No trailer, divulgado hoje e que pode ser conferido abaixo, já é possível pescar algumas dessas referências.

Em “Into The Woods”, os protagonistas são o casal formado pelo Padeiro (James Corden) e sua esposa (Emily Blunt), que foram amaldiçoados pela Bruxa (Meryl Streep) e não podem ter filhos por causa disso. Decididos a acabar com a maldição, o casal entra na floresta encantada em busca de elementos capazes de quebrar o feitiço. Nessa jornada, cruzam com os mais diversificados personagens de contos de fadas.

A produção tem, ainda, Johnny Depp como Lobo Mau, Anna Kendrick como Cinderela, Chris Pine como Príncipe Encantado e Mackenzie Mauzy como Rapunzel.

A Cinderela, vivida por Anna Kendrick...

A Cinderela, vivida por Anna Kendrick…

... e seu príncipe interpretado por Chris Pine  (Fotos: divulgação)

… e seu príncipe interpretado por Chris Pine (Fotos: divulgação)

 

Autor: Tags: , , ,