Publicidade

Posts com a Tag Jack Black

quinta-feira, 29 de outubro de 2015 Críticas, Filmes | 17:48

“Goosebumps: monstros e arrepios” é o “Jumanji” desta geração

Compartilhe: Twitter
Foto: divulgação

Foto: divulgação

Sob muitos aspectos, “Goosebumps: monstros e arrepios” (2015) pertence a um estrato de filmes em extinção. Aquele filme que se insere no círculo de entretenimento familiar, mas o faz combinando elementos de humor e horror. Os anos 80 viram produções desse porte brilharem na forma de “Os Gremlins” e “Os caça-fantasmas”.

Estrelado por Jack Black, “Goosebumps” coloca o ator na pele de R.L Stine, o autor de uma interminável série de livros de terror infantil batizada de Goosebumps. No filme, Stine é um tipo neurótico que vive se mudando de cidade com a finalidade de preservar uma privacidade exacerbada, algo difícil quando se tem uma adolescente para criar. É justamente a partir do interesse de Zach (Dylan Minnette) por Hannah (Odeya Rush), que as coisas vão começar a desandar para Stine e os habitantes da pequena fictícia cidade de Madison, em que se passa a ação.

As criaturas maléficas criadas por Stine nas páginas ganham vida em uma noite aterrorizante e ele precisa liderar um grupo composto por três adolescentes para evitar um apocalipse macabro. Sob muitos aspectos, “Goosebumps” é o “Jumanji” desta geração.

Se recupera esse espírito de aventura de Sessão da Tarde, a fita dirigida por Rob Letterman (que já havia trabalhado com Black em “As viagens de Gulliver”) peca por um excesso de puerilidade que parece deslocar o filme de sua contemporaneidade.  Algo que não acontecia com “Jumanji”. Mas talvez o problema não seja do filme em si e, sim, da realidade em que ele se insere.

Especulações à parte, “Goosebumps” cativa pela engenhosidade com que insere referências diversas na trama, a rivalidade se Stine com Stephen King é um bom exemplo, mas se compromete com um arranjo amoroso forçado para todos os personagens, especialmente para o protagonista.

Autor: Tags: , ,