Publicidade

Posts com a Tag Matt Damon

quarta-feira, 22 de março de 2017 Atores | 18:59

ONG de Matt Damon se une a marca de cerveja para promover o acesso à água potável no Brasil

Compartilhe: Twitter

Matt Damon

O ator Matt Damon, visto recentemente na superprodução “A Grande Muralha”, por meio de sua ONG Water.org se juntou a Stella Artois para engajar os brasileiros sobre a falta de água potável. A  campanha global Buy a Lady a Drink, que já beneficiou 14 países, chega ao país no Dia Mundial da Água.

“Eu tenho quatro filhas e é muito difícil imaginar elas terem que andar muitas horas todos os dias para pegar água, assim como milhares de mulheres fazem diariamente”, afirma Matt Damon. “Precisamos colocar um ponto final neste caminho. Com a parceria com Stella Artois, estamos convidando consumidores ao redor do mundo a nos ajudar com isso”, completa.

A iniciativa garante que, a cada cálice vendido no país – no valor de R$ 19,90 -, cinco anos de água serão fornecidos às comunidades mapeadas pela ONG. São três cálices lançados em caráter de edição limitada. É possível adquirir um em  www.1calice5anos.com.br.

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 15 de junho de 2016 Filmes, Notícias | 22:17

“Jason Bourne” ganha cartaz nacional e featurette bombástico sobre o passado do personagem

Compartilhe: Twitter

BourneFaltando pouco mais de um mês para a estreia de “Jason Bourne” , que marca o retorno de Matt Damon à franquia, a Universal divulgou o cartaz nacional do filme e liberou um featurette que explica como Bourne se alistou para a CIA e deixa claro toda a raiva que o agente experimenta ao descobrir que foi manipulado desde o princípio e que a agência pode estar por trás até mesmo da morte de seu pai.

Com direção de Paul Greengrass, responsável por “Supremacia Bourne” e “O Ultimato Bourne”, o longa contará novamente com a participação da atriz Julia Stiles, em um elenco que conta ainda com Tommy Lee Jones e Vincent Cassel.

A estreia está agendada para o dia 28 de julho.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016 Notícias | 14:01

Primeiro teaser de “Jason Bourne” provoca com reaparição de protagonista na franquia

Compartilhe: Twitter

BourneCom lançamento previsto para julho deste ano, “Jason Bourne”, como o quinto filme da franquia – o quarto com Matt Damon como protagonista – é chamado, teve seu primeiro teaser divulgado nesta semana. A prévia pouco revela, mas mostra o suficientemente para intuir que Bourne está em busca de reparação pelos maus feitos com ele enquanto esteve sob poder da CIA. “Eu lembro de tudo”, diz um raivoso Bourne que ouve de sua interlocutora que “lembrar de tudo não quer dizer que ele saiba de tudo”.

Com Paul Greengrass, de “A Supremacia Bourne” e “O Ultimato Bourne”, na direção, o quinto filme da franquia tem um elenco recheado com nomes como Alicia Vikander, Julia Stiles, Tommy Lee Jones e Vincent Cassel.

Recentemente, Matt Damon, que concorre ao Oscar de melhor ator neste ano por seu trabalho em “Perdido em Marte”, deu uma entrevista em que falou sobre como reencontraremos o personagem. “É o complemento da jornada começada em ‘A Identidade Bourne’. Parece a conclusão da trajetória, mas não estamos dizendo que é uma conclusão, entende?”, diz o ator.

À revista Entertainment Weekly, o ator disse que Bourne estará em um lugar sombrio no novo filme. Torturado emocional e fisicamente. “Ele ainda está remoendo tudo aquilo que aconteceu com ele”.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 12 de outubro de 2015 Críticas, Filmes | 10:55

Com humor, “Perdido em Marte” propõe uma ficção científica menos solene

Compartilhe: Twitter
Foto: divulgação

Foto: divulgação

Ridley Scott, um dos principais semeadores da boa ficção científica no cinema, volta ao gênero depois da controversa incursão com “Prometheus” (2012) com o elogiado “Perdido em Marte” (EUA 2015). Estrelado por Matt Damon e com um roteiro esperto de Drew Goddard, do ótimo “Guerra Mundial Z” e da série “Demolidor” da Netflix, o filme tem o mérito de devolver o humor à ficção científica. Pode parecer pouca coisa, mas não é.

O gênero andava muito sisudo e o próprio Scott tinha alguma coisa a ver com isso. Em “Perdido em Marte” ele coloca Matt Damon como um astronauta que é dado como morto por sua equipe durante uma forte tempestade em Marte e que precisa se virar para sobreviver em um planeta de recursos escassos até que a Nasa envie outra missão para lá.

“Perdido em Marte” parte de um futuro em que as expedições ao planeta vermelho já são uma realidade bem estabelecida e parte de seu fascínio reside justamente em ir descobrindo a maneira “realista” com que a Terra avança sobre Marte.

Outro acerto do filme é confiar a Matt Damon, um ator que quando navegou pela comédia (“O desinformante” e “Ligado em você”) o fez maravilhosamente bem, o ritmo do filme. É ele com seu Mark Watney carismático e otimista quem faz a banda de “Perdido em Marte” tocar.

Apesar do ótimo elenco de apoio, com nomes como Kate Mara, Jessica Chastain, Sean Bean, Jeff Daniels, Kristen Wiig e Michael Peña, é mesmo Damon quem norteia o filme.

A bem da verdade, o grande mérito de Scott na direção foi perceber que o show era do ator e que o humor tão presente no texto de Goddard deveria ser valorizado. Não à toa, alguns dos melhores momentos de “Perdido em Marte” vêm de monólogos de Watney.

No mais, “Perdido em Marte” cumpre aquilo se predispõe fazer: remover a solenidade exacerbada da ficção científica. Em tempos de “Interestelar” – que ironicamente conta com Damon e Chastain no elenco -, o novo filme de Scott é um sopro de humildade a um extrato do gênero (o sci-fi com mote espacial) que andava mesmo precisando se redescobrir.

Como diz em bom inglês o personagem de Damon em um dado momento de sua solidão forçada em Marte: “I´m gonna have to Science the shit out of this”. Com um pouco de humor, dá para dispensar a tradução.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 30 de setembro de 2015 Análises, Atores | 16:59

A verdade por trás da recém-descoberta homofobia de Matt Damon

Compartilhe: Twitter

Damon

Em plena promoção de “Perdido em Marte”, que estreia nesta quinta-feira nos cinemas de todo o mundo, Matt Damon arranjou uma sarna para se coçar. O ator disse em entrevista ao site The Observer que atores “não deveriam falar de sua sexualidade”, por que “quanto menos as pessoas sabem de sua vida, melhor”. Damon comentou, ainda, que “sair do armário” pode ser um tiro no pé.

Damon abordou, também, um dos casos mais clássicos sobre o tema em Hollywood. “Rupert Everett se assumiu gay e esse cara – mais bonito que qualquer um, um ator com formação clássica – é difícil defender a ideia de que ele não foi sabotado por ter se assumido”.

A reação à posição de Damon foi barulhenta. Gente do cinema, gente do comportamento, gente de esquerda e gente de direita tinham algo a dizer sobre o comentário do ator. E não foi bonito. Matt Damon, que gosta de posar como democrata convicto, se viu sob o desconfortável rótulo de homofóbico.

Leia também: O cinema descortina o mundo pós-gay?

Mas procede a queixa ou procede Damon? Hollywood pode ser um lugar bastante inóspito e, ao que parece, foi com isso em mente que Damon externou seu pensamento. É lógico que a construção do raciocínio partiu do pressuposto de que há uma invasão monstruosa da privacidade dos astros e estrelas. Damon falava de si quando disse que quanto menos se souber da vida privada de um astro, melhor. Mas falava, também, por todos aqueles que se ressentem dessa contingência do estrelato.

Quando evoluiu o raciocínio para o fato de que atores homossexuais não deveriam sair do armário, Damon afrontou o status quo. Mas o fez com a melhor das boas intenções. Ele estava considerando as ainda injustas amarras do sistema. Ao exemplificar seu ponto de vista com Rupert Everettque já foi a público se dizer vítima de boicote e exortar a jovens atores gays a ficarem no armário – o ator não quis expor um pensamento reacionário como muitos sublinharam. Expôs, no entanto, um pensamento de resignação. O que só é lamentável para ele.  No final das contas, diante da má publicidade em face de seu comentário, pediu desculpas. Após, claro, culpar a imprensa por distorcer suas palavras. No jogo de Hollywood alguns clichês são sacados até mesmo quando se atenta contra o senso comum. “Fico feliz por, pelo menos, meu comentário ter provocado um debate sobre diversidade em Hollywood”, anotou em um comunicado oficial nesta quarta-feira (30).  Um dia como outro qualquer em Hollywood, afinal.

Autor: Tags: , , , ,

domingo, 9 de novembro de 2014 Atores, Notícias | 13:46

Matt Damon confirma que estrelará novo filme da franquia “Bourne” em 2016

Compartilhe: Twitter
Foto: divulgação

Foto: divulgação

A boataria vem desde o início de maio, quando o Cineclube acusou a possibilidade de Matt Damon retornar ao personagem que o consagrou como astro de cinema e ajudou a redefinir o cinema de ação moderno. Agora, depois que o amigo Ben Affleck deu com a língua nos dentes no tapete vermelho de um evento em Hollywood na última sexta-feira, Damon confirmou que voltará a interpretar Jason Bourne em um filme que será lançado em 2016.

O retorno de Damon, e do diretor Paul Greengrass (condição imposta pelo astro para retornar à franquia) já era negociada desde setembro. Além de “A supremacia Bourne” (2004) e “O ultimato Bourne” (2007), Greengrass dirigiu Damon em “Zona verde” (2010), sobre a desamparada busca de armas por destruição em massa no Iraque invadido por George Bush. Depois de “Capitão Phillips” (2013), que concorreu ao Oscar deste ano em seis categorias (incluindo melhor filme), Greengrass estava sem nenhum projeto à vista. Damon, por seu turno, deve encerrar sua participação nas gravações  de “Manchester by the sea” e “The martian”, além de gravar o novo filme de Alexander Payne (“Downsizing”), antes de se dedicar às filmagens do novo “Bourne” que só devem ocorrer a partir do segundo trimestre de 2015.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 5 de maio de 2014 Bastidores | 20:36

Matt Damon como Jason Bourne novamente? É muito possível!

Compartilhe: Twitter
O diretor Paul Greengrass e Matt Damon no set de "O ultimato Bourne"  (Foto: divulgação)

O diretor Paul Greengrass e Matt Damon no set de “O ultimato Bourne” (Foto: divulgação)

“Se algum dos telespectadores tiver uma boa história, por favor, submeta-a à Universal”. A frase foi dita pelo ator Matt Damon durante um programa matinal na tv americana nesta segunda-feira, o CNBC. Ele se referia à possibilidade de voltar a viver o espião Jason Bourne no cinema. Damon reiterou que só volta à franquia que redefiniu o cinema de ação se o roteiro for bom e o diretor for Paul Greengrass, o homem por trás de “A supremacia Bourne” (2004) e “O ultimato Bourne” (2007).

O ator disse que segue aberto a voltar à franquia, mas dá a entender que não vai abrir mão de suas condições. De qualquer modo, a fala de Damon em um momento que ele precisa emplacar um sucesso de bilheteria é a senha para o estúdio, que já havia anunciado o interesse em realizar um quinto filme, reinstaurar a rodada de negociações. Paul Greengrass, que no ano passado fez “Capitão Phillips” e amealhou seis indicações ao Oscar, segue sem projetos em vista. Pode ser daqueles casos em que sai todo mundo ganhando.

Autor: Tags: , , ,