Publicidade

Posts com a Tag notícias

quarta-feira, 23 de maio de 2018 Filmes, Notícias | 10:00

Lucas Hedges pode ter hat-trick no Oscar com “Boy Erased”

Compartilhe: Twitter
Lucas Hedges em cena de "Boy Erased"

Lucas Hedges em cena de “Boy Erased”

Não é fácil emplacar filmes no Oscar. Muito menos de maneira consecutiva. Especialmente quando se tem 21 anos. A queridinha Jennifer Lawrence chegou perto de conseguir quando tinha essa faixa-etária, mas não conseguiu. Ainda sem ser astro, mas já festejado nos círculos da crítica e da indústria, o nova-iorquino Lucas Hedges pode conseguir esse feito em 2019 se “Boy Erased” entrar na disputa.

Hedges ajudou a fazer de “Manchester à Beira-Mar” um dos grandes filmes do Oscar 2017 -e foi inclusive indicado ao Oscar de ator coadjuvante – e esteve em dois dos indicados a Melhor Filme em 2018: “Lady Bird” e “Três Anúncios para um Crime”. Agora, ele é o protagonista da nova incursão de Joel Edgerton atrás das câmeras.

Em “Boy Erased”, adaptado do livro homônimo de Garrad Conlay, ele vive um jovem de 19 anos que se assume gay e é obrigado pelo pai, um pastor batista, a fazer uma terapia de conversão sexual. Russel Crowe e Nicole Kidman vivem os pais e Joel Edgerton surge como coadjuvante no papel do terapeuta. O cineasta canadense Xavier Dolan, notório por seus filmes com temática LGBTQ, também atua no filme.

Edgerton, que foi muito elogiado por sua estreia na direção em “O Presente” (2015) deve exibir o filme no festival de Toronto, principal plataforma para os filmes aspirantes ao Oscar.

Russell Crowe e Nicole Kidman integram elenco do filme

Russell Crowe e Nicole Kidman integram elenco do filme

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 23 de março de 2018 Atores, Bastidores | 09:00

Sensação em 2018, Timothée Chalamet já está cotado para o Oscar 2019

Compartilhe: Twitter
Foto: reprodução/ET

Foto: reprodução/ET

A temporada de premiações, que teve o americano Timothée Chalamet como um dos grandes destaques, mal acabou, mas o jovem ator de 22 anos já chama atenção para a corrida pelo Oscar 2019. A começar pelo fato de que seu próximo filme, “Beautiful Boy”, pode entrar na seleção do Festival de Cannes e deflagrar a conversa em torno do já hypado Chalamet.

O filme marca a estreia do belga Felix Van Groenigngen, do elogiado “Alabama Monroe”, no cinema americano e é adaptado do livro autobiográfico de David Sheff “Beautiful Boy: A Father´s Journey Through his Son´s Addiction”. Steve Carell vive o pai David e Timothée Chalamet vive Nic, o filho que sucumbe ao vício em metanfetamina. O filme acompanha justamente essa peleja familiar. O longa está cotado para integrar a próxima seleção de Cannes e tem estreia marcada para 12 de outubro, data estratégica para lançamento de filmes de olho no Oscar.

O filme é uma produção da Amazon Studios, que tem outro filme com Chalamet, na manga. Trata-se de “A Rainy Day in new York”, mas o estúdio resolveu cancelar seu lançamento em cinemas, pelo menos até segunda ordem, em virtude de toda a polêmica em torno do diretor do longa: Woody Allen.

De toda forma, a carreira da revelação de “Me Chame pelo Seu Nome” segue de vento em polpa. Timothée Chalamet foi recentemente confirmado como o protagonista de “The King”, filme da Netflix sobre o reinado de Henrique V.

Timothée Chalamet e Steve Carell em cena de "Beautiful Boy" Foto: IMDB

Timothée Chalamet e Steve Carell em cena de “Beautiful Boy”
Foto: IMDB

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018 Bastidores, Filmes, Notícias | 15:32

Filme sobre impeachment de Dilma, “O Processo”, é ovacionado no Festival de Berlim

Compartilhe: Twitter

Foi exibido na última quarta-feira (21) no Festival de Berlim, na Alemanha, o filme “O Processo”. O longa de  Maria Augusta Ramos, que integra a competição da Mostra Panorama, retrata o processo que culminou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff em 31 de agosto de 2016. O documentário assume o ponto de vista da defesa da ex-presidente.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

A recepção em Berlim, festival conhecido por sua forte vocação política, foi calorosa. Além dos aplausos e críticas elogiosas, a premiere internacional teve gritos de “bravo!” ecoados ao fim da sessão. O filme é uma tentativa de pensar os erros e acertos da esquerda e o conflitante jogo político no Brasil à luz da polarização emergida das urnas em 2014.

Leia também: Esquisitice de “Trama Fantasma” adorna história de amor e conflito de gêneros

Diretora dos premiados “Futuro Junho” (2015), “Seca” (2015) e “Juízo” (2013) Maria Augusta tenta compreender o momento histórico do País. Para “O Processo”, ela passou vários meses em Brasília, sua cidade natal, acompanhando cada passo do processo de impeachment, somando 450 horas de material filmado. Sem fazer entrevistas ou intervir nos acontecimentos, ela e sua equipe circularam por corredores do Congresso Nacional, filmaram coletivas de imprensa, registraram as votações na Câmara dos Deputados e no Senado e testemunharam bastidores nunca mostrados em noticiários.

A montagem do filme, onde seu ponto de vista nasce, que está sendo bastante elogiada compete a Karen Akerman. “Fico muito feliz com a seleção para o Festival de Berlim e para a Panorama, uma mostra que já exibiu grandes filmes”, observa a diretora em nota enviada à imprensa. “É um dos mais importantes festivais do mundo e que pode ajudar a aumentar a visibilidade do filme no exterior. É também uma forma de contribuir para a afirmação da cinematografia brasileira e chamar a atenção para momento atual do País”.

“O Processo” ainda não tem data de estreia no Brasil, mas espera-se que seja lançado antes das eleições em outubro.

Autor: Tags: , , ,

sábado, 25 de novembro de 2017 Filmes, Notícias | 11:30

Boa safra de indies vai com força para o Oscar 2018

Compartilhe: Twitter

Foram divulgados nesta semana os indicados ao Independent Spirit Awards, premiação do cinema independente americano que ganhou bastante projeção nos últimos anos por antecipar os principais concorrentes e vencedores do Oscar. Na safra de 2018 se destacaram “Me Chame pelo seu Nome”, “Corra!” e “Lady Bird”.

Com seis indicações, "Me Chame pelo seu Nome" lidera corrida pelo Independent Spirit Awards

Com seis indicações, “Me Chame pelo seu Nome” lidera corrida pelo Independent Spirit Awards

Não houve grandes surpresas na lista divulgada pelo Spirit, a despeito de alguma esquizofrenia. “Lady Bird”, por exemplo, que marca a estreia de Greta Gerwig na direção emplacou indicações nas principais categorias, mas Gerwig não foi lembrada entre os diretores. O elogiado “Três Anúncios para um Crime” recebeu nomeações para os intérpretes e roteiro, mas ficou de fora da categoria principal. Há outros casos, mas esses dois talvez sejam os mais emblemáticos dessa curiosa circunstância.

Curioso também é o fato de que filmes indies financiados por gente enrolada nos casos de assédio em Hollywood ficaram totalmente de fora, caso de “Terra Selvagem”. O distanciamento de Hollywood provocou a exclusão absoluta de “A Forma da Água”, de Guillermo del Toro.

“Projeto Flórida”,  “Bom Comportamento”, o chileno ‘Uma Mulher Fantástica”, “Artista do Desastre” e “I, Tonya” são outros filmes que brigam por vagas no Oscar.

Não é de hoje que o cinema independente americano vive grande fase e a safra de 2017 é especialmente entusiasmante como atestam os indicados a melhor primeiro filme, com destaque para o ótimo “Columbus”.

Nas próximas semanas conheceremos os indicados ao Critics´Choice Awards (6/12) e Globo de Ouro (11/12).

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 20 de junho de 2017 Atores, Notícias | 17:46

Daniel Day Lewis revela que vai se aposentar do cinema

Compartilhe: Twitter

Três vezes vencedor do Oscar, o ator britânico Daniel Day Lewis vai parar de atuar. O desejo, externado a amigos, foi confirmado pelo agente do intérprete à revista Variety.

O ator Daniel Day Lewis

O ator Daniel Day Lewis

Daniel Day Lewis” não vai mais trabalhar como ator. Ele é imensamente grato a seus colaboradores e espectadores por tantos anos. Essa é uma decisão particular e nem ele ou seus representantes vão falar mais sobre um assunto”, observou o agente ao periódico americano.

Leia também: Desgovernado, “A Múmia” erra tudo que pode e inicia mal o Dark Universe

Aos 60 anos e com uma carreira de quase quatro décadas, Day Lewis nunca foi um ator prolífero. São 29 créditos já computando o ainda inédito “Phanton Thread” – e previsto para ser lançado em dezembro nos EUA. O filme marca a nova colaboração com o cineasta Paul Thomas Anderson de “Sangue Negro”, notadamente um dos filmes americanos mais importantes do século. Day Lewis ganhou seu segundo Oscar pelo papel.

Sua última aparição no cinema também rendeu Oscar. Foi em ‘Lincoln” (2012), de Steven Spielberg. A parceria com cineastas consagrados foi uma constante na carreira do ator. Além dos já citados, fez dois filmes com Martin Scorsese e também atuou para Michael Mann, Jim Sheridan e Philip Kaufman.

Leia também: Tensões silenciosas movem o delicado e sugestivo “Mulher do Pai”

A carreira multipremiada de Daniel Day Lewis conta, ainda, com quatro triunfos no Bafta, dois no Globo de Ouro e mais de 130 prêmios. Esta não é a primeira vez que o ator expressa, ainda que em um círculo íntimo, o desejo de parar de atuar. A aposentadoria pode ser consagrada com uma quarta estatueta da academia, o que representaria recorde absoluto entre os homens. “Phanton Thread” já suscita burburinho de Oscar. O que só deve aumentar a partir de agora.

Autor: Tags: , ,

domingo, 16 de abril de 2017 Filmes, Notícias | 11:51

Mostra de documentários estreia nesta semana em São Paulo

Compartilhe: Twitter

Além do É Tudo Verdade, consagrado festival de documentários que estreia nesta semana, a cidade recebe o Hisórias que Ficam, resultado de um programa de fomento ao documentário nacional

O ator Gianfrancesco Guarnieri é tema do documentário dirigido por seu neto

O ator Gianfrancesco Guarnieri é tema do documentário dirigido por seu neto

Estreia nesta terça-feira (18) a Mostra Itinerante Histórias que Ficam. Promovida pela Fundação CSN, a iniciativa é resultado da segunda edição do edital Histórias que Ficam, programa de consultoria, fomento e difusão do documentário brasileiro que, nesta edição, investiu R$ 1,3 milhão na produção de quatro filmes de até 70 minutos, com temática livre.

Leia também: Cannes 2017 terá briga entre Netflix e Amazon, autores consagrados e Nicole Kidman como rainha

O lançamento será na Unibes Cultural, a partir das 18h. Haverá exibição, às 19h, do documentário “Corpo Delito”, dirigido por Pedro Rocha.

A sessão do filme sobre um jovem que sai da cadeia, mas continua preso a uma tornozeleira eletrônica, é seguida de debate sobre o tema, com o diretor Pedro Rocha, o ex Ministro da Justiça Luiz Paulo Barreto e atual Diretor de Relações Institucionais da CSN, e Marina Dias, que integra o Conselho da Ouvidoria da Defensoria Pública de São Paulo, do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD) e é idealizadora do documentário “Sem Pena” – que também se debruça sobre o sistema de justiça e a situação carcerária do Brasil. O evento é aberto ao público, mediante retirada de senhas uma hora antes da exibição.

Leia também: História de fantasma em “Personal Shopper” coloca protagonista para encontrar a si mesma

“Guarnieri”, filme sobre Gianfrancesco Guarnieri dirigido por seu neto, Francisco Guarnieri, estreia na mostra em São Paulo no dia 3/05 às 19h30, no CCSP (Centro Cultural São Paulo), seguido de debate. A obra propõe uma reflexão sobre o papel do indivíduo na sociedade, na arte e na família, a partir da memória do ator e dramaturgo.

O programa Histórias que Ficam recebeu 273 inscrições, vindas do Brasil todo. Os demais documentários selecionados são “Iramaya”, de Carolina Benjamin e “No vazio do ar”, de Priscilla Regis Brasil. Os filmes serão exibidos até 20.05 em mais de 20 cidades do País, principalmente as que não possuem um circuito expressivo de exibição.

Leia também: Dez filmes que abordam sem pudores a indústria pornô

O concurso, de caráter nacional, selecionou 12 projetos de documentários com temática livre, criativos do ponto de vista artístico e inovadores no uso da linguagem audiovisual. Destes, quatro foram contemplados. Ao longo do processo de realização dos filmes, os documentaristas vencedores participaram de três laboratórios: Roteiro e produção; Montagem, e Distribuição, com nomes como o roteirista, consultor e educador Miguel Machalski envolvido em roteiros como de “Billy Elliot” e de brasileiros como “O Lobo atrás da porta”, a montadora Karen Harley, de “Que Horas Ela Volta”, “Big Jato”, “Janela da Alma” e “Cinema, Aspirinas e Urubus” e o produtor e diretor Flávio Botelho.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 13 de abril de 2017 Análises, Bastidores, Filmes | 13:50

Cannes 2017 terá briga entre Netflix e Amazon, autores consagrados e Nicole Kidman como rainha

Compartilhe: Twitter

Mais badalado festival de cinema do mundo chega à 70ª edição com fôlego invejável e escolhas empolgantes. Nicole Kidman estrela quatro produções em destaque no evento

Nicole Kidman tem recorde de filmes em destaque em Cannes em 2017 (foto: HHFP/divulgação)

Nicole Kidman tem recorde de filmes em destaque em Cannes em 2017
(foto: HHFP/divulgação)

O line-up da histórica e aguardada 70ª edição do Festival de Cannes foi anunciado nesta quinta-feira (13) e muitos dos filmes e autores comentados garantiram seu lugar de destaque na croisette. A edição de 2017 do mais badalado festival de cinema do mundo terá novos filmes de gente como o austríaco Michael Heneke – duas vezes vencedor do Palma de Ouro com “A Fita Branca” (2009) e “Amor” (2012) – , a inglesa Lynne Ramsey, a americana Sofia Coppola, a japonesa Naomi Kawase, os franceses François Ozon e Michel Hazanavicius e o turco Faith Akin.

Além dos 18 filmes já anunciados, a competição oficial de Cannes deve ter pelo menos mais dois filmes a serem anunciados nos próximos dias. Dois fatos saltam aos olhos em um primeiro momento. Pela primeira vez, Netflix e Amazon, duas gigantes da distribuição e produção de conteúdo audiovisual , estão na disputa pela Palma de Ouro. A primeira vem com dois filmes. O hypado “Okja”, novo de Bong Joon-Ho, e The Meyerowitz Stories, que marca a estreia do festejado indie Noah Baumbach na Riviera francesa. A segunda vem bancando o novo filme do aclamado Todd Haynes, “Wonderstruck”. A inclusão desses filmes na disputa pela Palma de Ouro ajuda a pavimentar essa mudança de paradigma que as gigantes da internet estão promovendo no negócio, e também na arte, chamada cinema.

Leia também: História de fantasma em “Personal Shopper” coloca protagonista para encontrar a si mesma

Cena de The Killing os a Sacred Deer, que marca o retorno do grego Yorgos Lanthimos, de "O Lagosta", a Cannes

Cena de The Killing os a Sacred Deer, que marca o retorno do grego Yorgos Lanthimos, de “O Lagosta”, a Cannes

O outro fato de grande relevância é que Nicole Kidman está em quatro produções de destaque em Cannes. Além de estrelar “The Beguiled”, de Sofia Coppola, e “The Killing of a Sacred Deer”, de Yorgos Lanthinos, ela poderá ser vista em “How To Talk to Girls at Parties”, de John Cameron Mitchell, for a de competição, e na 2ª temporada da série “Top of the Lake”, de Jane Campion. Aliás, Cannes se abre de vez para a TV em 2017. Além de Jane Campion, vencedora da Palma em 1994 com “O Piano”, David Lynch, vencedor em 1990 com “Coração Selvagem”, volta ao festival para exibir os primeiros capítulos de seu revival de “Twin Peaks”.

Hollywood ainda não confirmou presença no festival. Não há, ao contrário dos últimos anos, grandes blockbusters debutando no evento francês. O filme de abertura, inclusive, será o francês “Ismael´s Ghosts”, de Arnaud Desplechin, que conta com Marion Cotillard e Charlotte Gainsbourg. A presença americana se limita ao viés mais autoral, com Coppola e Haynes como expoentes, e é a menor em pelo menos dez anos.

O prolífero François Ozon garantiu presença. Ele é o cineasta francês mais frequente em festivais de cinema. Hazanavicius oferece seu olhar do mito francês Jean-Luc Godard em “Le Redoutable”. E Cannes terá Robert Pattinson e Kristen Stewart. Sim, de novo. Ele está no elenco de “Good Time”, na competição oficial, e ela exibe sua estreia como diretora, o curta-metragem “Come Swin”.

Leia também: Perturbador e cheio de clima, “Fragmentado” é novo acerto de cineasta de “O Sexto Sentido”

Nicole Kidman, Elle Fanning e Isabelle Huppert, que está em dois filmes, prometem ser as musas de Cannes, que receberá os estranhos no ninho Bem Stiller e Adam Sandler, protagonistas do filme de Baumbach.

Elle Fanning em "The Beguiled", novo de Sofia Coppola

Elle Fanning em “The Beguiled”, novo de Sofia Coppola

Confira os filmes que integram a competição oficial

“Loveless”, de Andrey Zvyagintsev

 “Good Time”, de Benny Safdie e Josh Safdie

“You were never really Here”, de Lynne Ramsay

“L’Amant double”, de François Ozon

“Jupiter’s Moon”, de Kornél Mandruczo

“A gentle creature”, de Sergei Loznitsa

“The Killing of a sacred deer”, de Yorgos Lanthimos

“Radiance”, de Naomi Kawase

“Le jour d’après”, de Hong Sangsoo

“Le Redoutable”, de Michel Hazanavicius

“Wonderstruck”, de Todd Haynes

“Happy end”, de Michael Haneke

“Rodin”, de Jacques Doillon

“The Beguiled”, de Sofia Coppola

“120 battements par minute”, de Robin Campillo

“Okja”, de Bong Joon-Ho

“In the Fade”, de Fatih Akin

“The Meyerowitz stories”, de Noah Baumbach

 

O festival de Cannes acontece entre 17 e 28 de maio de 2017.

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 11 de abril de 2017 Bastidores, Filmes, Notícias | 19:08

Curtinhas: Famosos prestigiam pré-estreia de filme sobre Tiradentes

Compartilhe: Twitter

Aconteceu na última segunda-feira (10) no Reserva Cultural em São Paulo a pré-estreia do longa “Joaquim”. O novo filme de Marcelo Gomes (“Era uma Vez Eu, Verônica) foi sensação no Festival de Berlim em fevereiro e estreia nos cinemas brasileiros no dia 20 de abril.

O longa acompanha o processo de transformação do homem comum no rebelde anticolonialista e nos convida a fazer uma reflexão sobre nós mesmos, sobre o passado histórico do Brasil, da América Latina e do mundo em geral, para entendermos melhor os dias atuais. “Joaquim”, que faz um recorte de um momento muito específico da vida de Tiradentes, é uma coprodução luso-brasileira.

A atriz Alessandra Negrini prestigiou o lançamento de "Joaquim" no Reserva Cultural

A atriz Alessandra Negrini prestigiou o lançamento de “Joaquim” no Reserva Cultural

O cantor Arnaldo Antunes também foi prestigiar o lançamento de "Joaquim" (Fotos: Imovision)

O cantor Arnaldo Antunes também foi prestigiar o lançamento de “Joaquim”
(Fotos: Imovision)

O produtor Julio Machado e o diretor Marcelo Gomes na pré-estreia paulistana do longa

O produtor Julio Machado e o diretor Marcelo Gomes na pré-estreia paulistana do longa

O verão chegou

Um levantamento feito pela SEMrush, líder mundial em marketing digital e fornecedor de ferramentas de monitoramento, revelou que “Velozes e Furiosos 8”, que estreia nesta quinta-feira (13) nos cinemas, foi o filme mais buscado no início de 2017 no Brasil.  O oitavo filme da franquia somou mais de 27 mil buscas neste ano. Ainda no campo das sequências, outros dois filmes que aparecem bem cotados são “Transformers: O Último Cavaleiro”, também com mais de 26 mil buscas, e “Guardiões da Galáxia Vol.2”, com mais de 22 mil. “Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar”, “Thor: Ragnarok” e “Meu Malvado Favorito 3” também se destacam com mais de 12 mil buscas cada um. Em comum, o fato de todos esses lançamentos integrarem o chamado verão americano, época em que os estúdios alocam seus principais lançamentos.

Vin Diesel e Charlize Theron em cena de "Velozes e Furiosos 8": o filme mais buscado pelos brasileiros no 1º trimestre (Foto: divulgação)

Vin Diesel e Charlize Theron em cena de “Velozes e Furiosos 8”: o filme mais buscado pelos brasileiros no 1º trimestre      (Foto: divulgação)

 

Best-Seller vende bem no cinema

Segundo dados do Ingresso.com, a estreia “A Cabana”, adaptação do best-seller homônimo de William P. Young, foi o filme mais procurados pelos usuários do site de venda online de ingressos. ”A Bela e a Fera” e “O Poderoso Chefinho” vieram na sequência. “Velozes e Furiosos 8”, em pré-venda, foi o quinto filme mais procurado. Vin Diesel e sua turma vêm mesmo para acelerar.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Por falar em ingresso…

A Ingresso.com lançou nesta terça-feira, 11, novas plataformas focadas na experiência do usuário, desde a busca por informações sobre um filme até a compra do ingresso. O site e os apps para Android e iOS foram totalmente repaginados e oferecem busca avançada e browser inteligente e intuitivo, além de processo de check-out simplificado.  A nova estratégia faz parte do alinhamento de identidade com a Fandango, empresa-mãe da Ingresso.com que está entrando mercado latino-americano. Vale a pena conferir a novidade!

Charlize Theron chutando bundas

Charlize Theron em cena de "Atômica"

Charlize Theron em cena de “Atômica”

A Universal liberou o novo trailer de “Atômica”, também conhecido como o filme em que Charlize Theron (olha ela de novo!) chuta bundas, quebra braços e mostra que o cinema de ação precisa, sim, de um toque feminino.  A produção assinada por  David Leitch, de “De Volta ao Jogo”,  estreia no Brasil em 3 de agosto.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 22 de março de 2017 Atores | 18:59

ONG de Matt Damon se une a marca de cerveja para promover o acesso à água potável no Brasil

Compartilhe: Twitter

Matt Damon

O ator Matt Damon, visto recentemente na superprodução “A Grande Muralha”, por meio de sua ONG Water.org se juntou a Stella Artois para engajar os brasileiros sobre a falta de água potável. A  campanha global Buy a Lady a Drink, que já beneficiou 14 países, chega ao país no Dia Mundial da Água.

“Eu tenho quatro filhas e é muito difícil imaginar elas terem que andar muitas horas todos os dias para pegar água, assim como milhares de mulheres fazem diariamente”, afirma Matt Damon. “Precisamos colocar um ponto final neste caminho. Com a parceria com Stella Artois, estamos convidando consumidores ao redor do mundo a nos ajudar com isso”, completa.

A iniciativa garante que, a cada cálice vendido no país – no valor de R$ 19,90 -, cinco anos de água serão fornecidos às comunidades mapeadas pela ONG. São três cálices lançados em caráter de edição limitada. É possível adquirir um em  www.1calice5anos.com.br.

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 1 de março de 2017 Filmes, Notícias | 11:55

“War Machine”, sátira de guerra estrelada por Brad Pitt, ganha teaser e data de estreia

Compartilhe: Twitter
Brad Pitt e Ben Kingsley em cena de War Machine, que estreia em 26 de maio na Netflix

Brad Pitt e Ben Kingsley em cena de War Machine, que estreia em 26 de maio na Netflix

A Netflix divulgou as primeiras imagens e um curto teaser de “War Machine”, sátira de guerra estrelada por Brad Pitt e, até o lançamento do novo drama de Martin Scorsese, a produção mais cara já bancada pela empresa. O lançamento mundial está agendado para 26 de maio.

Este conto de guerra absurdo e obscuro toma contornos interessantes quando o General Glenn McMahon se vê preso a um agitado e moderno sistema de guerra, que parece não ter fim. O filme que conta com Anthony Michael Hall, Will Poulter, Lakeith Stanfield, Meg Tilly, Tilda Swinton e Sir Ben Kingsley é dirigido por David Michôd (“Reino Animal”).

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. Última