Publicidade

Posts com a Tag Wolf creek – viagem ao inferno

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 Filmes, Listas | 05:00

Cinco filmes para curtir um Halloween sangrento e assustador

Compartilhe: Twitter

O Cineclube preparou uma lista que conjuga do mais trash ao mais sofisticado filme de terror para que o leitor possa curtir o fim de semana de Halloween com estilo. Em comum, os cinco filmes dessa lista têm o fato de serem pouco conhecidos do grande público e serem altamente compensadores para quem se predispuser a assisti-los.

“Fantasmas (EUA, 1998)”

Fantasmas

Pense em Ben Affleck antes de “Gênio indomável”. Lançado no mesmo ano do filme que alçou o hoje incontestável astro ao estrelato, “Fantasmas” traz o ator (bem canastrão) como o xerife de uma cidadezinha assombrada por eventos misteriosos. Corpos começam a aparecer de maneira misteriosa à medida que a cidade vai sendo esvaziada. Um jornalista desacreditado (papel do grande Peter o´Toole) crê que uma força maligna adormecida há séculos despertou e tem planos nefastos para a humanidade.

“Wolf Creek – viagem ao inferno (Austrália, 2005)”

Wolf Creek

Duas mochileiras inglesas e um jovem australiano vão visitar a segunda maior cratera do mundo, localizada no Parque Nacional de Wolf Creek. Na volta para casa, o carro apresenta problemas, eles recebem ajuda de um caminhoneiro local que, aos poucos, vai se revelando um facínora para lá de cruel. Essa pequena joia do cinema de terror teve sua sequência lançada neste ano. Mais barulhenta e mais sangrenta, mas não tão impactante quanto esse verdadeiramente assustador filme dirigido por Greg McLean.

“Água negra” (EUA, 2005)

Água negra 3

A estreia do cineasta brasileiro Walter Salles no cinema americano suscitou algum interesse à época, mas acabou desprestigiada por se tratar de um filme de terror anticlimático; que investe no destempero emocional, na carga psicológica em detrimento do susto fácil. Merece ser redescoberto. Jennifer Connelly faz uma mulher recém-separada que se muda para um apartamento com sua filha enquanto tenta vingar no novo emprego e manter a custódia da menina. O litígio com o marido, no entanto, é apenas um dos problemas dela. O apartamento começa a apresentar um estranho vazamento e sua filha se mostra cada vez mais perturbada. Salles investe em um terror psicológico notadamente inspirado em Stanley Kubrick e Roman Polanski. O filme é um remake de uma fita japonesa mais assustadora, mas menos interessante.

 

“A casa do Diabo” (EUA, 2009)

A casa do Diabo

Uma estudante que faz bico como babá descobre, em uma noite de total eclipse lunar, que seus empregadores desejam usá-la em um ritual satânico. Essa fita causou alguma comoção na cena independente quando lançada em 2009. Não estreou comercialmente no Brasil, mas pode ser conferida no catálogo da Netflix americana.

Com forte influência do cinema de horror dos anos 80, Ti West faz um filme inventivo, extremo e surpreendentemente inteligente para os padrões vigentes no gênero.

“Cabana do inferno” (EUA, 2002)

Fotos: divulgação

Fotos: divulgação

O filme que revelou o talento de Eli Roth para o gore! Merece a revisão, principalmente em um ano em que o Halloween acontece à sombra do ebola. Grupo de cinco amigos decide passar o fim de semana em uma cabana retirada. Planejando uma boa farra, eles acabam encontrando um habitante local com uma estranha doença que parece comer a pele da pessoa. Um dos colegas acaba infectado e gera grande paranoia no grupo. Um filme tenso, apavorante e bem nojento.

Autor: Tags: , , , , , ,