Publicidade

terça-feira, 14 de outubro de 2014 Bastidores, Filmes, Notícias | 19:18

A segunda vida de Edward Snowden no cinema

Compartilhe: Twitter
Edward Snowden em reprodução de foto do The Guardian

Edward Snowden em reprodução de foto do The Guardian

O filme que Oliver Stone prepara sobre o ex-analista da NSA ainda está em fase de pré-produção. Outro dia foi anunciado que o ator Joseph Gordon-Levitt (“500 dias com ela” e “A origem”) interpretará Snowden no filme de Stone, um cineasta costumeiramente crítico ao establishment norte-americano. Edward Snowden, no entanto, já é o personagem do momento no cinema que se pretende mais reflexivo. Um documentário sobre o homem que expôs um virulento, complexo e ainda hoje pouco explicado sistema de vigilância e amplo monitoramento do governo americano sobre cidadãos americanos, empresas e líderes estrangeiros, debutou no Festival Internacional de Cinema de Nova York, encerrado no último fim de semana, e obteve forte acolhida.

“Citizenfour”, dirigido por Laura Proitas e produzido por Steven Soderbergh, escrutina a rotina de Snowden desde sua ação em Hong Kong, quando vazou os dados confidenciais do governo americano, até o exílio na Rússia. O documentário se investe da urgência de estudar um dos personagens mais instigantes do começo do século ao mesmo tempo em que se incumbe de discutir os limites da privacidade na esfera institucional.

O trailer de “Citizenfour”

O diretor do festival de Nova York, Kent Jones, deu a seguinte declaração ao justificar a seleção do filme de Proitas para sua mostra: “Jamais esquecerei da experiência de assistir este filme. Ele opera em múltiplos níveis ao mesmo tempo. É um estudo de personagem, um suspense da vida real e um filme denúncia. É um documentário corajoso, mas também uma poderosa narrativa de uma mestra no ofício”.

O filme, uma coprodução entre a HBO e a Participant Media, gerou um buzz tão positivo que analistas da indústria já especulam a respeito de uma possível indicação ao Oscar. De melhor filme. Seria o primeiro documentário destacado na categoria desde a criação da categoria específica para documentários.

“Rivalizando com qualquer thriller de John Le Carré ou Grahan Greene, “Citizenfour”  coloca uma inegável face humana no delator da NSA”, indicou em sua crítica o prestigiado site Deadline.

Proitas, que não tem a fama ou o repertório de polêmicas de Oliver Stone, é ela mesma uma questionadora mordaz da política externa americana. Ela disse em Nova York que “Citizenfour” é a conclusão da trilogia iniciada com “My Country, My Country” (sobre o Iraque) e continuada com “The Oath”, sobre Guantánamo.  Estes dois filmes já podem ser conferidos no catálogo da Netflix.

“Citizenfour” estreia em 24 de outubro em cinemas selecionados dos EUA e deve ser exibido no Brasil pelo canal HBO no início do próximo ano.

Assista o trailer de “The Oath”

Assista o trailer de “My Country, my Country”

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios