Publicidade

Posts com a Tag curiosidades

sexta-feira, 28 de novembro de 2014 Curiosidades, Filmes, Fotografia, Listas | 05:00

Dez cartazes polêmicos censurados nos Estados Unidos

Compartilhe: Twitter

Há um órgão nos EUA responsável pela classificação etária e o estabelecimento de outros padrões de conduta para produtores, distribuidores e exibidores de cinema. O nome dele é Motion Picture Association of America (MPAA). O instituto já foi objeto de muitas controvérsias no passado, mas ocasionalmente volta ao olho do furacão da opinião pública com decisões polêmicas como o recente banimento do pôster do filme “Sin City 2: a dama fatal”. A imagem, que sugeria os mamilos da atriz Eva Green, não recebeu qualquer tipo de veto em país ocidental nenhum, com exceção da terra de Obama. No Brasil, a imagem estampou cartazes nas ruas e contracapas de revistas. Este pôster é um dos dez destacados aqui e que foram censurados pelo MPAA. Alguns têm conotação sexual expressa, outros se esmeram na sugestão, há ainda os barrados pela violência ou pela nudez.

O famigerado pôster  de "Sin City 2" com Eva Green e os mamilos desnudos

O famigerado pôster de “Sin City 2” com Eva Green e os mamilos desnudos

Cartaz do terror trash "Teeth - a vagina dentada" com um raio-X que não faz ressalvas ao nome do filme

Cartaz do terror trash “Teeth – a vagina dentada” com um raio-X que não faz ressalvas ao nome do filme

O aclamado "Shame" não escapou da censura com esse cartaz em que o nome do filme é grafado com um efeito que sugere sêmen

O aclamado “Shame” não escapou da censura com esse cartaz em que o nome do filme é grafado com um efeito que sugere sêmen

Claro que a biografia do criador da revista "Hustler", "O povo contra Larry Flynt" não escaparia ilesa

Claro que a biografia do criador da revista “Hustler”, “O povo contra Larry Flynt”, não escaparia ilesa

"Regras da atração" é dos filmes mais polêmicos do início dos anos 2000 e esse pôster não nos deixa mentir

“Regras da atração” é dos filmes mais polêmicos do início dos anos 2000 e esse pôster não nos deixa mentir

A mais recente vítima do MPAA foi "O teorema zero", ficção hardcore de Terry Gilliam. Mas talvez não fosse para tanto...

A mais recente vítima do MPAA foi “O teorema zero”, ficção hardcore de Terry Gilliam. Mas talvez não fosse para tanto…

"Pagando bem, que mal tem?", sátira de Kevin Smith à indústria pornô foi outra vítima do MPAA

“Pagando bem, que mal tem?”, sátira de Kevin Smith à indústria pornô foi outra vítima do MPAA

Sai o sexo e entra a violência de "Jogos mortais 2"...

Sai o sexo e entra a violência de “Jogos mortais 2″…

Sacha Baron Cohen não poderia ficar fora dessa lista. Que tal o pôster de "Ali G indahouse: o filme"?

Sacha Baron Cohen não poderia ficar fora dessa lista. Que tal o pôster de “Ali G indahouse: o filme”?

A Sony teve que cobrir os seis de Rooney Mara no pôster de "Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres"

A Sony teve que cobrir os seios de Rooney Mara no pôster de “Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres”

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 18 de novembro de 2014 Curiosidades, Listas | 05:00

As oito melhores performances auxiliadas por narizes falsos

Compartilhe: Twitter

Existe uma discussão que agita o mundo do cinema. Até que ponto a maquiagem interfere no processo de interpretação de um ator ou atriz e qual o grau de influência que ela exerce na percepção do público da referida atuação. Isso posto, é inegável que próteses de narizes são capazes de transformar o rosto de um intérprete completamente. Independentemente do peso que essas próteses exercem na atuação e na percepção desta, é fato que contribuem para crermos naqueles personagens. Steve Carell é muito comentado para o próximo Oscar, como o Cineclube já assinalou aqui, por sua atuação em “Foxcatcher – uma história que chocou o mundo”. Inspirado pela prótese que mudou completamente o rosto de Carell, o Cineclube lista as oito melhores atuações que ganharam uma ajudinha de narizes falsos.

O ator Steve Carell e a prótese que transformou sua face em "Foxcatcher"

O ator Steve Carell e a prótese que transformou sua face em “Foxcatcher”

 

Meryl Streep em “A dama de ferro” (2011)

Ela ganhou o terceiro Oscar pelo papel da primeira ministra britânica que inspirava medo e respeito em homens e nações. Além do Oscar para Streep, o filme recebeu o prêmio de melhor maquiagem. Nariz poderoso é isso aí!

 Meryl

Will Smith em “Ali” (2001)

Will Smith em nada lembra Mohammad Ali. Se a prótese do nariz não o fez mais parecido com Ali, pelo menos o deixou com menos cara de Will Smith. Resultado? A primeira indicação ao Oscar na carreira do ator.

Ali

Joseph Gordon-Levitt em “Looper – assassinos do futuro” (2012)

Joseph Gordon-Levitt precisava se parecer com um jovem Bruce Willis. Lentes de contato e próteses fizeram o truque. Se Levitt convenceu como a versão jovem do eterno duro de matar está aberto para subjetivismos, mas o nariz é puro Bruce Willis.

 Looper

Nicole Kidman em “As horas” (2002)

Outra atriz que venceu o Oscar com um nariz postiço. Para interpretar a escritora Virginia Woolf, Nicole Kidman usou uma prótese para desaparecer na figura da atormentada escritora. Dizem as más línguas que sem prótese, Kidman não é uma atriz tão convincente. Pura maldade!

 As horas

Ralph Fiennes na franquia “Harry Potter” (2005 – 2011)

Ok, Lorde Voldemort não tem nariz. Mas Ralf Fiennes tem. A ausência de nariz contribui para o aspecto bestial do arquirrival de Harry Potter e ajuda a definir o tom da performance de Fiennes.

 Ralph fiennes

Orson Welles em “A marca da maldade” (1958)

Como um policial corrupto em “A marca da maldade”, Orson Welles entrega a melhor atuação de sua carreira. Algo que talvez tenha a ver com a discreta prótese que usa em seu nariz.

Orson welles

Steve Martin em “Roxanne”

Steve Martin tem um nariz imenso nesta comédia romântica oitentista. Com vergonha do seu nariz, ele hesita em se declarar para o objeto de sua paixão (Daryl Hannah, quem mais?) e escreve poemas inspirados por ela para que um colega de trabalho, também cativado pela moça, possa conquista-la.

 Roxanne

Robert De Niro em “Touro indomável” (1980)

O que dizer do nariz quebrado de Robert De Niro em “Touro indomável”?  Tão bom e convincente quanto o próprio De Niro em todo o filme.

Touro indomável

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 18 de agosto de 2014 Curiosidades | 23:12

E se Michael Bay dirigisse o filme “Up-altas aventuras”?

Compartilhe: Twitter
O diretor Michael Bay em ação... (Foto: divulgação)

O diretor Michael Bay em ação… (Foto: divulgação)

Ah, a internet! O mundo de possibilidades que ela oferece! A última brincadeira cinéfila, que já foi vista por mais de 790 mil internautas em todo o mundo desde que foi postada no YouTube na última sexta-feira (15), é imaginar como seria um dos clássicos da Pixar se fosse dirigido por um dos mais explosivos diretores da Hollywood atual. Estamos falando do fofo e sensível “Up – altas aventuras”, vencedor do Oscar de melhor animação em 2010, e de Michael Bay, que se não tem Oscar na prateleira, enumera recordes de bilheterias com a série “Transformers”.

No vídeo, muitíssimo bem produzido, testemunhamos como seria a jornada de Carl Fredricksen (o ranzinza protagonista dublado pelo saudoso Chico Anysio na versão nacional) se conduzida por Bay. Longos takes, explosões em alta definição, perigo iminente e Linkin Park na trilha sonora são algumas das pistas. Quem conhece o jeito de filmar de Michael Bay e essa delícia de filme da Pixar vai curtir as referências e piadas.

A versão de Bay:

 

O trailer dublado do filme:

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 10 de julho de 2014 Curiosidades, Fotografia | 05:00

Olhando por trás das cortinas da magia do cinema: o antes e o depois dos efeitos especiais

Compartilhe: Twitter

Os efeitos especiais mudaram muito ao longo dos anos e ajudaram a transformar o cinema naquilo que nós reconhecemos como cinema hoje. Do mais caro blockbuster ao filme independente, os efeitos especiais são essenciais à feitura e à narrativa de um filme. Sejam eles simples ou sofisticados. Como curiosidade, o Cineclube apresenta algumas imagens que comparam cenas de filmes pré-finalizadas (sem os efeitos especiais) e como elas foram exibidas no cinema. Fica bem claro, mesmo para os mais resistentes, que a importância dos efeitos especiais no cinema vai muito além da diversão.

"As aventuras de Pi"

“As aventuras de Pi”

"Distrito 9" (2009)

“Distrito 9” (2009)

"Gravidade"

“Gravidade”

"Planeta dos macacos: a origem"

“Planeta dos macacos: a origem”

"Alice no País das maravilhas"

“Alice no País das maravilhas”

"Amanhecer - parte 1"

“Amanhecer – parte 1”

"Batman -  o cavaleiro das trevas"

“Batman – o cavaleiro das trevas”

"Os vingadores"

“Os vingadores”

"Oz- mágico e poderoso"

“Oz- mágico e poderoso”

"O Hobbit"

“O Hobbit”

"O Grande Gatsby"

“O Grande Gatsby”

"O grande Gatsby"

“O grande Gatsby”

"Godzilla"

“Godzilla”

'O lobo de Wall Street"

‘O lobo de Wall Street”

Fontes: bussinessinsider.com, loombok.com e Hollywood Reporter

 

 

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 26 de junho de 2014 Curiosidades, Listas | 07:00

Os 100 melhores filmes de todos os tempos por gente de Hollywood

Compartilhe: Twitter

Todo mundo adora uma lista, inclusive gente de cinema. E listas sobre cinema são as mais prazerosas de se fazer e debater. Pois bem, todo mundo tem uma lista de melhores filmes de todos os tempos para chamar de sua. O The Hollywood Reporter, um dos veículos mais prestigiados e pontuais na cobertura do noticiário hollywoodiano, resolveu radicalizar. Fez uma extensa pesquisa com produtores, chefes de estúdios, vencedores do Oscar, atores, atrizes, diretores, compositores, fotógrafos e outros tantos profissionais ligados ao cinema americano para apurar quais, na média, compõem a lista dos 100 melhores filmes de todos os tempos no jugo de Hollywood.

A grande sacada da lista é que ela não difere fundamentalmente daquelas que críticos de cinema vez ou outra disparam pelos confins da internet. “O poderoso chefão” (1972), de Francis Ford Coppola, lidera a lista. Filmes recentes como “Batman- o cavaleiro das trevas” (2008), “A origem” e “O segredo de Brokeback Mountain” (2005) dividem a cena com clássicos indiscutíveis como “Psicose” (1960), “Taxi driver” (1976) e “A malvada” (1952).

Marlon Brando em "O poderoso chefão": escolha óbvia, natural e consentida  (Foto: divulgação)

Marlon Brando em “O poderoso chefão”: escolha óbvia, natural e consentida (Foto: divulgação)

Confira abaixo o Top 10  e clique aqui para ver, em inglês, a lista completa:

1 – “O poderoso chefão” (1972)

2 – “ O mágico de Oz” (1939)

3 – Cidadão Kane (1941)

4 – “Um sonho de liberdade” (1994)

5 – “Pulp Fiction – tempo de violência” (1994)

6 – “Casablanca” (1942)

7 – “O poderoso chefão – parte II” (1974)

8 – “E.T – o extraterrestre” (1982)

9 – “2001 – uma odisseia no espaço” (1968)

10 – “A lista de Schindler” (1993)

 

Tim Robbins e Morgan Freeman em "Um sonho de liberdade": um dos preferidos do público, também agrada em Hollywood

Tim Robbins e Morgan Freeman em “Um sonho de liberdade”: um dos preferidos do público, também agrada em Hollywood

Cinco curiosidades sobre a lista

1 – Christopher Nolan é o diretor com menos filmes em sua filmografia com mais filmes na lista; três no total

2 – “Up – altas aventuras” (2009), “Wall – E” (2008) e “Toy Story” (1995) são os representantes da Pixar na lista

3 – Há apenas três filmes não falados em língua inglesa na lista. O francês “O fabuloso destino de Amelie Poulain” (60º), “O labirinto do Fauno” (96º) e “Os sete samurais” (100º)

4 – São quatorze filmes do gênero de ficção científica no ranking

5 – Steven Spielberg e Francis Ford Coppola são os únicos cineastas com dois filmes no TOP 10

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última