Publicidade

Posts com a Tag Montgmorey Clift

domingo, 11 de janeiro de 2015 Bastidores, Curiosidades, Filmes | 16:17

Matt Bomer vai viver o ator Montgmorey Clift em telefilme da HBO

Compartilhe: Twitter
Montgmorey Clift em foto de divulgação

Montgmorey Clift em foto de divulgação

Um filme sobre a vida de Montgmorey Clift deveria provocar uma guerra em Hollywood para saber quem e que estúdios produziriam a obra sobre um dos mais arrebatadores, breves e conturbados astros da era de ouro do cinema americano. Contudo, não é o que se vê com o projeto sobre a obra do ator que morreu tragicamente aos 45 anos, em decorrência de um ataque cardíaco.

A HBO acaba de acolher o projeto que foi descartado pelos principais estúdios de cinema. Não é a primeira vez que a HBO dá abrigo a um projeto maldito. “Minha vida com Liberace”, que debutou no festival de Cannes em 2012, foi descartado por todos os estúdios até que o diretor Steven Soderbergh conseguiu o aval da HBO para rodar a biografia do excêntrico e homossexual cantor. A homossexualidade, aliás, volta ao foco com as negativas em produzir “Monty Clift”, como o projeto está sendo chamado nesta etapa preliminar. Montgmorey Clift era homossexual. Mas escondeu sua sexualidade por muito tempo por imposição de estúdios e pela forte incompreensão da época. Elizabeth Taylor, notadamente uma das mulheres mais lindas do século XX, apaixonou-se por ele enquanto filmavam “Um lugar ao sol” (1951), mas tornou-se grande amiga do ator assim que descobriu sua homossexualidade.

Matt Bomer, (da série “White Collar”), que assumiu sua homossexualidade em 2012, está escalado para protagonizar o filme. É uma escalação interessante no contexto narrativo e metafórico, mas que pode ter contribuído para a retaliação ao projeto por parte de muitos estúdios. Desde que assumiu-se gay, Bomer vem sendo boicotado em muitos estúdios e só tem conseguido protagonizar filmes de destaque na cena independente, como“Magic Mike”, do mesmo Soderberg de “Minha vida com Liberace”, ou na mesma HBO, como “The normal heart”, pelo qual chegou a ser indicado a prêmios.

A HBO repassou o roteiro, originalmente escrito por Christopher Lovick, para o brasileiro Mauricio Zacharias, de “O amor é estranho”, reescrever. Ira Sachs, diretor deste mesmo filme, está cotado para assumir a direção.

Matt Bomer (Foto: reprodução/NY Times)

Matt Bomer
(Foto: reprodução/NY Times)

A resistência a “Monty Clift” parece toda ela remeter aos componentes homossexuais da obra. Sachs, por exemplo, é gay e costuma fazer filmes sobre este universo. Para efeitos de comparação, basta pegar “Birdman”, um dos grandes filmes da temporada e que deve ser um dos destaques da proxima edição do Oscar. O filme de Alejandro González Iñarritu versa sobre um ator caído em desgraça que busca se reinventar na Broadway. Esse ator, que no passado interpretou um super-herói, é vivido por Michael Keaton. Ator caído em desgraça depois de viver o Batman no cinema. A metalinguagem parece apropriada em “Birdman”, mas pesada demais em “Monty Clift”. É agradecer pela HBO subsidiar sua grife em produções polêmicas e autorais. A expectativa pelo projeto é a melhor possível. A vida e carreira de Montgmorey Clift merecem um filme e merecem um filme feito com gana e tesão por quem gosta de cinema.

Autor: Tags: , , , ,