Publicidade

Posts com a Tag notícias

sexta-feira, 10 de junho de 2016 Sem categoria | 16:30

Boas opções de filmes para assistir nos cinemas e em casa

Compartilhe: Twitter

Mês da diversidade sexual com bons filmes

Em homenagem ao Dia Internacional do Orgulho LGBT, comemorado no dia 28 de junho, o canal Max prepara uma programação exclusiva. Os filmes “Gerontofilia”,” Ludwig Segundo”, “O Casamento Gay em Julgamento”, “Irmãos Desastre”,” Café da Manhã em Plutão”, “ O Amor É Estranho” e “Tom na Fazenda” prometem agradar aos mais diferentes gostos. São sete histórias carregadas de romance, drama e comédia.

Mais informações podem ser conferidas no site do canal (WWW.hbomax.tv)

Para Sempre Alice estreia na HBO

O filme que rendeu um merecido e adiado Oscar a Julianne Moore, “Para Sempre Alice”, finalmente estreia na TV por assinatura. O premiado drama estreia na HBO no sábado (25). Confira a crítica do Cineclube aqui.

O maior mito fashion devassado

Foto: divulgação

Foto: divulgação

O documentário “Kate Moss”, dirigido por Peter Tarshis em 1990, retrata a trajetória de vida e a carreira da supermodel inglesa Kate Moss, que teve seu rosto associado com as grandes grifes como Gucci, Calvin Klein, Cavalli, Dolce & Gabbana, Louis Vitton e YSL. Ela foi capa de grandes revistas de moda e beleza, além de ditar as principais tendências da moda. A produção mostra a inglesa aos 30 anos, já como mãe e segunda modelo mais bem paga da indústria da moda.

Bio Arte 1

Dia 12/6 às 21h

Fim de semana de romance

Para capitalizar em cima do fim de semana do dia dos namorados, a Warner Bros. Pictures programou pré-estreias pagas de “Como Eu Era Antes de Você”, em cinemas de todo o país, entre hoje e o dia 12 de junho. O longa, baseado no best-seller de Jojo Moyes, leva para as telonas uma história de amor que promete emocionar a todos.

Louisa “Lou” Clark (Emilia Clarke) vive em uma pitoresca cidade de campo inglesa. Sem direção certa em sua vida, a criativa e peculiar garota de 26 anos vai de um emprego a outro para tentar ajudar sua família com as despesas. Seu jeito alegre, no entanto, é colocado à prova quando enfrenta o novo desafio de sua carreira.

Ao aceitar um trabalho no “castelo” da cidade, ela se torna cuidadora e acompanhante de Will Traynor (Sam Claflin), um banqueiro jovem e rico que se tornou cadeirante após um acidente ocorrido dois anos antes, mudando seu mundo dramaticamente em um piscar de olhos. Não mais uma alma aventureira, mas o agora cínico Will, está prestes a desistir. Isso até Lou ficar determinada a mostrar a ele que a vida vale ser vivida. Embarcando juntos em uma série de aventuras, Lou e Will irão obter mais do que esperavam e encontrarão suas vidas — e corações — mudando de um jeito que não poderiam ter imaginado.

Mais romance no fim de semana com comédia indie

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Já está em cartaz nos cinemas de São Paulo, Santos, Barueri, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Porto Alegre,Belo Horizonte, Fortaleza, Brasilia, Salvador, Recife e João Pessoa a comédia “Casamento de Verdade”, que traz a outrora estrela em ascensão Katherine Heigl de volta à tela grande. A produção acompanha a relação dela com a personagem de Alexis Bledel e de como a decisão das duas de trocar votos e alianças afeta a família delas.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 1 de junho de 2016 Filmes, Notícias | 20:25

“Campo Grande” estreia nesta quinta-feira (2) nos cinemas do Rio e de São Paulo

Compartilhe: Twitter

O excelente “Campo Grande”, terceiro filme da cineasta Sandra Kogut, estreia nesta quinta-feira (2) em seis salas do Rio de Janeiro e duas de São Paulo. A distribuição do filme, premiado nos festivais do Rio e de Havana, é da Imovision. A cidade carioca foi sede da pré-estreia do longa na última segunda-feira, 30 de maio, no Espaço Itaú Botafogo. A cineasta falou ao iG durante o Festival do Rio sobre a produção que versa tanto sobre abandono materno como sobre o caos urbano instalado no Rio de Janeiro. Confira aqui!

A diretora Sanda Kogut e as estrelas mirins de "Campo Grande" na pré-estreia carioca do filme (Foto: AgNews)

A diretora Sanda Kogut e as estrelas mirins de “Campo Grande” na pré-estreia carioca do filme
(Foto: AgNews)

O fundador da imovision, Jean-Thomas Bernardini, discursa antes da exibição do filme (Foto: Ana Paula Amorim)

O fundador da imovision, Jean-Thomas Bernardini, discursa antes da exibição do filme
(Foto: Ana Paula Amorim)

Crise política como janela da alma

O ano era 1963. O Brasil vivia um período turbulento, com o governo em crise, o Congresso em chamas, denúncias de corrupção na imprensa e um golpe a caminho. Neste país dividido, um brasileiro anônimo, Antonio Trindade, entusiasmado com as propostas de reformas do presidente João Goulart, sai de Minas Gerais com mulher Nancy Emediato e três filhos para tentar realizar em Brasília, cidade ainda em construção, o maior sonho de sua vida: achar o paraíso na terra. Este é apenas o ponto de partida do novo filme de André Ristum (“Meu País”), também em estreia em São Paulo. Eduardo Moscovis estrela.

Nada de Stallone!

Inédito nos cinemas brasileiros, “As Mercenárias” já está disponível para os brasileiros por meio da plataforma on demand Looke. A exemplo do que ocorre na versão masculina, a produção reúne atrizes que também tiveram o auge de suas carreiras nas décadas de 80 e 90. Zoe Bell (“Bastardos Inglórios”), Kristanna Loken (“Em Nome do Rei”), Vivica A. Fox (“Kill Bill”) e Brigitte Nielsen (“Rock IV”) encabeçam o elenco.  

 Em “As Mercenárias” a filha do presidente dos EUA é capturada e mantida presaUm time de elite feminino é convocado para infiltrar na prisão feminina local e realizar um ousado resgate. A locação custa R$ 9,90 e a aquisição definitiva do filme corresponde a R$ 29,90.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Bafos de Hollywood

Semana agitada para o jornalismo de celebridades. Se Hollywood está em polvorosa com  agitado divórcio de Johnny Depp e Amber Heard, em meio a denúncias de violência doméstica, Hollywood também se volta para um bafo, digamos, mais profissional. A atriz britânica Keira Knightley recentemente foi criticada pelo diretor John Carney, que a dirigiu no delicioso “Mesmo Se Nada Der Certo”. Carney disse ao “The Independent” que foi uma experiência pesarosa dirigir Knightley e que “jamais voltaria a trabalhar com supermodelos”. A atriz não se pronunciou, mas muitos cineastas que já trabalharam com ela, como Mark Romanek e Lynn Shelton, saíram em sua defesa. Resultado? Carney voltou atrás e se disse “envergonhado” por ter dito o que disse. Hollywood e suas estranhezas…

Keira e Carney: Nada de BFF  (FotoReprodução/ Eonline)

Keira e Carney: Nada de BFF
(FotoReprodução/ Eonline)

 

Autor: Tags: , ,

Filmes, Notícias | 07:29

Destaque do Festival Varilux, comédia francesa “La Vanité” vê humor em suicídio assistido

Compartilhe: Twitter

Com estreia prevista para 14 de julho nos cinemas brasileiros, “La Vanité” promete ser uma das melhores atrações do Festival Varilux de Cinema Francês que ocorre em 50 cidades brasileiras entre os dias 8 e 22 de junho.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Dirigido por Lionel Baier, o filme acompanha o drama de David Miller (Patrick Lapp). Muito doente, ele decide por fim à própria vida. Mas, apesar de seus melhores esforços para escolher o local, a data e o método, nada funciona como planejado. Todos aqueles que disseram que estariam ao seu lado deram para trás. David Miller não tem escolha a não ser contar com a ajuda de completos estranhos: Esperanza (a espanhola Carmen Maura), da associação de suicídio assistido, e Tréplev, um jovem prostituto russo no quarto ao lado. No final desta noite, que se destina a ser a sua última, será que a morte o levará?

A prestigiada publicação de entretenimento americana Variety disse que “o lado mais leve da eutanásia – se é que ele existe – é explorado com mais graça e bom humor do que se poderia esperar”.

Festival Varilux de Cinema Francês erá uma semana a mais de duração em 2016

Em entrevista, Baier admitiu que o ponto de partida para a inusitada trama surgiu de uma história que lhe foi contada sobre um garoto que se prostituía para pagar seus estudos e uma noite, em um hotel, no quarto ao lado, estava um homem e uma mulher que fariam o suicídio assistido. Isso mexeu comigo, a questão de que você pode ser a parede divisória de alguém que decidiu organizar sua morte e, como é típico na Suíça, decidiu fazer de uma forma muito metódica. A história se passa na Suíça, como ocorre com grande parte da filmografia de Baier, por uma razão muito simples. O país largou na frente na Europa no que toca à regulamentação da eutanásia.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 31 de maio de 2016 Notícias | 19:18

Festival Varilux de Cinema Francês terá uma semana a mais de duração em 2016

Compartilhe: Twitter

VariluxFilme premiado em Cannes, longa protagonizado por vencedor de Oscar e produção com os atores mais admirados da França. Esses são alguns dos arativos da edição 2016 do Festival Varilux de Cinema Francês. Neste ano, o evento ganhará uma semana a mais de exibição em relação à edição anterior – ficará em cartaz de 8 a 22 de junho em 50 cidades brasileiras. Ao todo, a programação contará com 15 filmes inéditos e um grande clássico do cinema francês.

O premiado ator francês Omar Sy, que ficou conhecido e admirado mundialmente por sua atuação em “Intocáveis”, poderá ser visto novamente, agora em “Chocolate”, interpretando o primeiro artista circense negro na França da Belle Époque, no filme de Roschdy Zem, que virá ao país para apresentar o longa. O festival exibirá também o filme, seleção oficial do Festival de Cannes 2015, “Meu Rei”, de Maïwenn, drama com as estrelas Vincent Cassel e Emmanuelle Bercot, premiada com a Palma de Ouro de melhor atriz. O ator vencedor do Oscar por “O Artista”, Jean Dujardin, volta às telonas em“Um Amor à Altura”, comédia romântica de Laurent Tirard. Na produção, Dujardin ajudará a personagem de Virginie Efira a encontrar seu telefone celular perdido e essa história tomará um rumo inesperado. A consagrada atriz belga, que esteve recentemente em Cannes divulgando dois filmes, também confirmou presença no Brasil.

Cena do filme "Um Amor à altura": comédia romântica francesa

Cena do filme “Um Amor à altura”: comédia romântica francesa

Ao diretor Roschdy Zem e à atriz Virginie Efira, se junta o diretor Philippe Le Guay (“Pedalando com Molière”), que traz a comédia “Flórida”, com Sandrine Kiberlain e Jean Rochefort, dois ícones de gerações diferentes do cinema francês, inspiração para o cartaz dessa edição do festival. A jovem e premiada atriz Lou de Laâge (“Respire”) interpreta uma médica francesa da Cruz Vermelha atendendo sobreviventes da Segunda Guerra até chegar a um convento Beneditino onde freiras estão prestes a dar à luz, no drama histórico “Agnus Dei”, de Anne Fontaine. O badalado e também premiado ator Vincent Lacoste (“Diário de uma Camareira”), protagonista ao lado da atriz Julie Delpy, da comédia, “Lolo, o Filho da Minha Namorada”, dirigida pela própria atriz, e o jovem Finnegan Oldfield  do drama “Os Cowboys”, de Thomas Bidegain, em que vive Kid, o irmão que acompanha a saga de seu pai em busca da sua filha adolescente fugida de casa, e com suspeita de ter se convertido ao Islã, completam a delegação francesa que participará de apresentações e debates nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Cena de "Agnus Dei", novo da cineasta Anne Fontaine: Freiras prestes a dar à luz (Fotos: divulgação)

Cena de “Agnus Dei”, novo da cineasta Anne Fontaine: Freiras prestes a dar à luz
(Fotos: divulgação)

Dentro do diversificado leque de produções francesas, estão ainda na programação a premiada animação “Abril e o Mundo Extraordinário”, de Franck Ekinci e Christian Desmares, vencedor do prêmio Cristal no Festival de Annecy; “O Novato”, do jovem diretor e roteirista Rudi Rosenberg, que com humor e ironia foca no universo adolescente baseado em suas próprias vivências; “A Corte”, comédia dramática de Christian Vincent, sobre um juiz durão que acaba amolecendo ao se deparar durante um julgamento com uma jurada por quem tinha sido apaixonado anos antes e o drama “Um Belo Verão”, de Catherine Corsini, que aborda as questões em torno da liberdade sexual e feminismo na Paris da década de 70.

Completam a lista de filmes, o longa “Marguerite”, de Xavier Giannoli, com Catherine Frot, premiada com o Cesar 2016 da Melhor Atriz, baseado na história da rica e excêntrica americana Florence Foster Jenkins que não desistiu de cantar em público apesar de não ter talento algum. O drama de guerra, “Viva a França!”, de Christian Carion, que se passa numa pequena cidade ao norte da França nos anos 40; “La Vanité”, comédia dramática de Lionel Baier com a atriz espanhola Carmen Maura sobre um velho arquiteto que recorre a uma associação de auxílio ao suicídio, e “Um Doce Refúgio”, de Bruno Podalydes, que, além de escrever e dirigir, ainda atua no papel principal da comédia.

O francês Omar Sy volta às telas de cinema do Brasil com "Chocolate"

O francês Omar Sy volta às telas de cinema do Brasil com “Chocolate”

Como já é esperado pelo público, o festival exibirá ainda um grande clássico francês. O escolhido deste ano é o filme “Um Homem e uma Mulher”, de Claude Lelouch, em homenagem ao seu 50º aniversario de lançamento. O romance com Anouk Aimée e Jean Trintignant foi o vencedor da Palma de Ouro em 1966 e também do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e roteiro original no ano seguinte.

O Festival Varilux de Cinema Francês, maior e mais encorpado a cada ano, tem como objetivo a interação e o estreitamento entras as culturas brasileira e francesa.

Autor: Tags: ,

terça-feira, 24 de maio de 2016 Curiosidades, Filmes | 23:06

Às vésperas da estreia, diretor e elenco falam de desafios e maravilhas de levar “Warcraft” ao cinema

Compartilhe: Twitter
Foto: divulgação

Foto: divulgação

A estreia de “Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos” está bem próxima. O lançamento da aguardada adaptação do game de sucesso está marcada para o dia 2 de junho em mais de mil salas em todo o País. O filme traz um universo novo, grandioso e repleto de intrigas ao público. O diretor Duncan Jones (“Lunar” e “Contra o Tempo”) e o elenco comentam sobre o filme neste featurette inédito liberado pela Universal Pictures.
De acordo com o diretor, “Warcraft” é um longa em grande escala, além de ser uma aposta arriscada em termos de filmes. Para Travis Fimmel (da série “Vikings”), responsável pela interpretação de Anduin Lothar, a produção traz criaturas de uma maneira jamais vista no cinema: “Esses seres monstruosos (Orcs) estão atacando nosso povo, todo o nosso mundo está sofrendo”, explica.

Toby Kebbel, que dá vida à Durotan, realça que o diferencial do filme é mostrar que, apesar das desigualdades entre as raças, Orcs e Humanos se unem para derrotar um inimigo em comum.

Autor: Tags: , ,

Atores, Filmes, Notícias | 22:46

Telecine Cult celebra filmografia de John Wayne nesta quinta-feira (26)

Compartilhe: Twitter
Cena do filme "Quando a Mulher se Atreve"

Cena do filme “Quando a Mulher se Atreve”

John Wayne, um dos ícones do gênero faroeste, será celebrado pelo Telecine Cult na próxima quinta-feira (26), data em que faria aniversário. Se vivo estivesse, o ator completaria 109 anos e, graças ao talento investido na sétima arte, segue presente na memória dos fãs de bang-bang. Na Maratona John Wayne – O Duque do Velho Oeste, vão ao ar, a partir das 11h55, sete produções marcadas pelo carisma do ator. “Caminho Fatal” abre o especial. No longa, o farmacêutico Tom Craig (John Wayne) vai trabalhar em Sacramento. Chegando lá, ele se desentende com o líder local Britt Dawson (Albert Dekker), que boicota seu trabalho e chega a trocar seus remédios por veneno.

Na sequência, às 13h35, vai ao ar “Quando um Homem É Homem”. O filme conta a história do ricaço George Washington McLintock (John Wayne). Amado, respeitado e invejado por todos da cidade, ele sofre nas mãos da filha Becky (Stefanie Powers) e da mulher Katherine (Maureen O’Hara), que havia sumido anos atrás e agora voltou para levar a herdeira embora.

Às 16h, é a vez de “Gigantes em Luta” ser exibido. Na trama, Taw Jackson (John Wayne) forma uma gangue para se vingar do homem que armou para colocá-lo atrás das grades e tomar posse de sua fazenda. Lado a lado com um antigo inimigo, um velho louco, um índio e um jovem beberrão, ele finalmente terá chance de fazer justiça e recuperar seu ouro.

Às 18h, vai ao ar “Rio Grande”. No filme, o tenente coronel Kirby Yorke (John Wayne) é chamado para combater os índios na região de Rio Grande. Ele descobre que um dos recrutas é seu filho que não via há muito tempo. Agora, o tenente terá que resgatar os laços com o filho e sua ex-mulher em meio ao confronto com os índios.

Cena do filme "Gigantes em Luta"

Cena do filme “Gigantes em Luta”

Às 20h05, “O Último Pistoleiro” conta a história de John Bernard Books (John Wayne), um lendário pistoleiro, descobre que está com um câncer terminal e que tem poucos meses de vida. Quando decide voltar para a cidade natal, a sua vinda se torna notícia na região. Agora, Books precisa lidar com repórteres interesseiros e pistoleiros que desejam um último duelo. O filme foi indicado ao Oscar de Direção de Arte.

Às 22h, vai ao ar o melhor dos filmes que o eterno caubói estrelou: “O Homem Que Matou o Facínora”. No longa, que se passa no Velho Oeste, o senador Ransom Stoddard (James Stewart) visita a cidade de Shinbone para o funeral de um amigo, o vaqueiro Tom Doniphon (John Wayne). Ao ser entrevistado, Ransom conta a história do famoso vaqueiro desde o início quando conheceu o fora-da-lei Liberty Valance (Lee Marvin). O filme foi indicado ao Oscar de Figurino.

À 0h20, “Quando a Mulher se Atreve” encerra a maratona. No filme, o caubói Daniel Somers entra em conflito com Jim Gardner, um magnata do petróleo, por uma fonte de ouro negro. Além disso, os dois irão disputar o amor da bela Catherine. A produção foi indicada ao Oscar de Som e Trilha Sonora.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 19 de maio de 2016 Notícias | 23:11

Curtinhas – Contagem regressiva para “Baywatch”, “The Neon Demon” em Cannes e “Loucas pra Casar” na TV paga

Compartilhe: Twitter

“Baywatch” vem aí

#bayday postcard

Faltam exatos 365 dias para “Baywatch” ser lançado nos cinemas de todo o mundo. Para marcar a contagem regressiva para a estreia, a Paramount liberou a primeira imagem do filme, um postcard do elenco e batizou o dia de hoje como #bayday nas redes sociais.

Dwayne “The Rock” Johnson vive o salva-vidas Mitch Buchannon e Zac Efron interpreta o insubordinado recruta Matt Brody. Apesar das desavenças, os dois se unem quando descobrem uma conspiração criminosa local que ameaça o futuro da baía.

O elenco também conta com Alexandra Daddario, Priyanka ChopraIlfenesh Hadera e Hannibal Buress. A direção é de Seth Gordon (“Quero Matar Meu Chefe”).

Sucesso do cinema nacional chega ao Megapix

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Um dos maiores sucessos do cinema nacional em 2015 e a última comédia a romper a marca dos três milhões de espectadores, “Loucas pra Casar” é atração do Megapix nesta sexta-feira (20). O filme estreia às 22h30. Na trama, Malu (Ingrid Guimarães) namora o homem dos seus sonhos, Samuel (Márcio Garcia). Mas, como não há sinais de que um pedido de casamento virá, ela começa a desconfiar que ele tenha uma amante. Após contratar um detetive particular, ela descobre outras duas mulheres na vida de Samuel: a dançarina de boate Lúcia (Suzana Pires) e a fanática religiosa Maria (Tatá Werneck). Agora, as três vão disputar o coração dele. A direção é do especialista em comédias Roberto Santucci (“O Candidato Honesto” e “De Pernas pro Ar”).

Polarização em torno do novo filme de Nicolas Winding Refn

O novo filme do cineasta dinamarquês teve première nesta quinta-feira (19) em Cannes e a reação foi, no mínimo, conturbada. Muitas vaias e xingamentos na sessão para a imprensa foram relatados, mas muitas críticas positivas surgiram na imprensa internacional. “The Neon Demon” é uma sátira com toques de horror à indústria da moda com as variações estéticas características de Refn. Com cenas de canibalismo, necrofilia e muita nudez feminina, o filme já é um dos acontecimentos da edição de 2016 do festival francês.

Documentário sobre Janis Joplin estreia em julho no Brasil

“Janis: Little Girl Blue”, filme dirigido pela americana Amy J. Berg, estreia nos cinemas do País em 7 de julho. Com trânsito por festivais mundo afora, como Veneza, Toronto e Londres, o filme revela a história de um dos maiores ícones do rock n’ roll nos anos 60. A produção aborda, inclusive, a única passagem de Joplin pelo Brasil.

“Raça”, filme sobre o lendário corredor Jesse Owens, ganha trailer legendado

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Mais que uma busca por medalhas e recordes, o filme “Raça” (Race, Canadá/2016), drama que conta a trajetória de Jesse Owens – um dos maiores atletas da história revelado nos Jogos Olímpicos de 1936, em Berlim, Alemanha – ganha o seu primeiro trailer legendado. O longa biográfico, dirigido por Stephen Hopkins (“Colheita do Mal”) e estrelado por Stephan James (“Selma: Uma Luta Pela Igualdade”), chega aos cinemas brasileiros no dia 16 de junho.

 

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 17 de maio de 2016 Atrizes, Bastidores | 21:48

Margot Robbie estrela paródia de “Psicopata Americano” e ajuda a publicidade a atingir o status quo do cinema

Compartilhe: Twitter
Margot Robbie ao lado de Alexander Skarsgard, seu parceiro de cena em 'A Lenda de Tarzan" em editorial da Vogue

Margot Robbie ao lado de Alexander Skarsgard, seu parceiro de cena em ‘A Lenda de Tarzan” em editorial da Vogue

Margot Robbie, que nos próximos meses estreia dois dos blockbusters mais aguardados da temporada (“A Lenda de Tarzan” e “Esquadrão Suicida”), é uma das grandes sensações de Hollywood no momento. Revelada por Martin Scorsese em “O Lobo de Wall Street” (2013), quando personificou as conquistas do ganancioso personagem vivido por Leonardo DiCaprio, a australiana rapidamente se tornou uma referência de beleza. Tanto para homens como para mulheres.

Consiste basicamente neste hype que envolve a loira australiana de 31 anos o acerto do vídeo divulgado pela revista Vogue, que traz Robbie na capa de sua edição norte-americana, com uma paródia do filme “Psicopata Americano”. Intitulado “A Psicopata Australiana”, o vídeo de pouco mais de dois minutos mostra Robbie praticando seus hábitos matinais com um off em que ela explica como se constrói “a ideia de Margo Robbie”. Para quem assistiu ao espetacular filme de  2000 estrelado por Christian Bale e baseado no romance de Bret Easton Ellis, a identificação é imediata.

O filme, banhado em cinismo, articula uma crítica ferrenha aos arranjos sociais e aos status quo da América, algo para o qual inexoravelmente a revista Vogue contribui.

A peça é triunfo de marketing para a revista, uma alegoria esperta sobre nosso interesse umbilical por estrelas de cinema e, ainda, uma metáfora inteligente sobre o estado das coisas no cinema. Afinal, Robbie é a sensação do momento e brinca tanto com sua imagem na Vogue – algo que já fizera maliciosamente no recente filme “A Grande Aposta” – como dá margem a uma crítica à própria indústria que a sustenta. Em duas palavras: simplesmente genial!

Autor: Tags: , ,

Filmes, Notícias | 19:30

Brasileiro “Aquarius” é festejado pela crítica e Sonia Braga desponta como favorita entre as atrizes

Compartilhe: Twitter
Cena do filme "Aquarius" (Foto: divulgação)

Cena do filme “Aquarius”
(Foto: divulgação)

Exibido nesta terça-feira (17) em Cannes, o novo filme de Kleber Mendonça Filho, “Aquarius”, foi muito bem recebido pela imprensa internacional que já aponta a brasileira Sonia Braga como favorita a Palma de Ouro de melhor atriz.

A recepção entusiasmada ao filme brasileiro fez com que críticos presentes em Cannes apostassem na produção brasileira para figurar no rol dos premiados no festival deste ano.

“Braga foi presenteada com um papel denso e multifacetado, e ela mergulha nele com maestria brilhante, leonina, investindo no personagem com uma dignidade duramente conquistada”, observa o britânico The Telegraph. Que assinala, ainda, que o filme “desperta a vontade de se mudar para o Brasil”.

“Uma nova e importante voz a emergir do cinema brasileiro”, sacramentou a Variety sobre Mendonça Filho que “domina os espaços em cena e é um mestre no trabalho com sons”.

Leia mais: Presença do Brasil em Cannes, com “Aquarius”, reflete edição forte e equilibrada

iG Gente:Sonia Braga e artistas protestam contra impeachment de Dilma em Cannes: “Golpe”

“’Aquarius’ é um estudo de personagem, bem como uma reflexão perspicaz sobre a transitoriedade desnecessária de lugares da forma como os espaços físicos refletem na nossa sociedade”, escreveu o crítico da Variety. Já o The Hollywood Reporter observa que o filme “funciona melhor” do que “O Som ao Redor” ao fiar-se em sua protagonista e se mostrar mais “versátil”.

Para o inglês Guardian, o filme é um retrato do Brasil abordando temas como nepotismo, corrupção e cinismo. Como se pode observar há muito entusiasmo na crítica internacional com o novo tento cinematográfico do cineasta pernambucano Kleber Mendonça Filho. O site americano The Wrap  define o filme como “revigorante” e crava o prêmio de melhor atriz para Sonia Braga. “Uma estrela que parece pronta para o festival de Cannes”.

Aos 65 anos, a atriz vive uma jornalista e crítica de música aposentada que vive sozinha em um edifício antigo de frente para a praia de Boa Viagem, no Recife. Alvo constante da especulação imobiliária, ela se recusa a vender seu apartamento, sofrendo pressões da construtora e dos próprios vizinhos.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 9 de maio de 2016 Bastidores, Filmes, Notícias | 21:34

Juliana Paes inova na promoção de filme e escala atores globais para atrair público

Compartilhe: Twitter
Foto: divulgação

Foto: divulgação

O cinema nacional é frequentemente ingrato com alguns de seus filmes mais interessantes. Filmes como “A Despedida”, grande vencedor do Festival de Gramado em 2014 e com lançamento comercial agendado para 9 de junho, costumeiramente ficam restritos às salas de arte e dispõe de pouco tempo em exibição porque não são descobertos pelo público.

A atriz Juliana Paes, no ar atualmente na novela “Totalmente Demais”, sabe disso e age com originalidade e criatividade, ciente do alcance de sua celebridade nesses tempos de redes sociais para evitar que “A Despedida” siga este inglório curso nos cinemas.

Paes gravou um vídeo convidando o público a conferir “A Despedida” em seu fim de semana de estreia. Pelo raciocínio proposto pela atriz, a boa adesão ao filme estimularia os exibidores a mantê-lo em cartaz com variedade de horários. “As salas de cinema avaliam seus filmes pelas estreias. Se as pessoas não ver o filme no primeiro fim de semana, ele sai de cartaz e aí a gente não consegue competir com esses blockbusters como “Homem-Aranha”, observa a atriz.

“Por favor, compartilhem este vídeo com o máximo de pessoas que vocês puderem”, clama Paes que defende que o cinema brasileiro fora do eixo mais comercial das comédias, precisa desse tipo de engajamento. Mas Paes não ficou só no apelo. Sua mobilização incluiu a participação de Rodrigo Lombardi, Marina Ruy Barbosa, Thaila Ayala, Paolla Oliveira, Deborah Secco, o blogueiro Hugo Gloss, Dani Suzuki, Daniela Escobar, entre outros famosos para bombar a campanha #EuVouNaEstreia.

Inspirado em fatos reais e referências autobiográficas, “A Despedida” conta a história de Almirante, interpretado por Nelson Xavier, um homem de 92 anos que decide rever o maior amor de sua vida, sua amante, uma mulher apaixonada por ele e 55 anos mais nova, personagem vivida por Juliana Paes. A produção venceu em Gramado os prêmios de melhor ator, atriz, direção e fotografia.

A direção é de Marcelo Galvão,  do tenro “Colegas”.

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 5
  3. 6
  4. 7
  5. 8
  6. 9
  7. 10
  8. Última